Brasil e Mundo

PROTEÇÃO

100 milhões de preservativos serão distribuídos durante carnaval

Objetivo, segundo o ministro, é fortalecer as diversas formas de prevenção às DSTs

Por Estadão Conteúdo

7 de fevereiro de 2018 | 06:31

O Ministério da Saúde distribuirá mais de 100 milhões de preservativos para todo o País durante o período de carnaval, informou o ministro Ricardo Barros nesta terça-feira, 6, em Salvador, onde lançou a campanha de prevenção “Carnaval 2018: prevenir é viver o carnaval #VamosCombinar”.

O objetivo, segundo o ministro, é fortalecer as diversas formas de prevenção às doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), tendo como principal foco o público jovem, que, de acordo com pesquisa encomendada pelo Ministério da Saúde, é o que menos usa preservativos.

O levantamento registra queda no uso da camisinha, sobretudo na faixa etária de 15 a 24 anos, tanto com parceiros eventuais – de 58,4% em 2004 para 56,6%, em 2013 – como com parceiros fixos – queda de 38,8% em 2004 para 34,2% em 2013.

O ministro considera os números preocupantes.

“Por isso, o mote da campanha é #VamosCombinar. Queremos que os foliões não só da Bahia, mas de todo o País, se conscientizem sobre a importância do uso de preservativos” disse.

Barros informou ainda que a campanha se estenderá a outras festas populares no decorrer do ano.

Durante a folia, as peças publicitárias serão veiculadas entre esta terça-feira e o dia 2 de março. Para ampliar o alcance, serão distribuídos preservativos e folders em praças de pedágio de estradas em Minas Gerais e Goiás. Já as ações efetivas de distribuição de camisinhas ocorrerão nos principais carnavais de rua do Brasil, entre eles Salvador, Recife, Olinda, Belo Horizonte, Brasília, Ouro Preto, Diamantina, João Pessoa, Rio de Janeiro e São Paulo.

De acordo com o ministério, cerca de 830 mil pessoas vivem com HIV/aids no Brasil, sendo 694 mil pessoas diagnosticadas e 548 mil pessoas em tratamento. A pasta estima também que 136 mil pessoas ainda não saibam que são portadoras do vírus transmissor da aids e que outros 196 mil tenham ciência de que tem o HIV, mas desconsiderem a necessidade de tratamento.

Hospital Municipal

Pela manhã, o ministro visitou a obra do primeiro Hospital Municipal de Salvador, que funcionará no bairro da Boca da Mata. Com três pavimentos, a unidade está recebendo investimento de R$ 120 milhões na construção e aquisição de equipamentos. Segundo o prefeito ACM Neto (DEM), os recursos são oriundos exclusivamente dos cofres municipais.

O objetivo do prefeito é inaugurar o novo hospital no dia 29 de março, como um presente de aniversário para a capital baiana.

“Queremos reduzir a demanda, que é ainda reprimida, de atendimento hospitalar da população”, disse Neto, que aproveitou a presença do ministro para solicitar um auxílio federal para a manutenção do serviço.

Barros, porém, não se comprometeu com o aumento nos repasses, mas lembrou a importância da contribuição dos parlamentares, por meio da liberação de emendas ao orçamento.

Os pedidos de liberação de mais verba para o setor na Bahia não ficaram limitados ao prefeito da capital. Durante encontro com gestores de outras cidades do Estado, na sede da União dos Prefeitos da Bahia (UPB), o ministro ouviu muitas queixas, mas desconversou e lembrou que a pasta liberou R$ 926 milhões às prefeituras baianas nos quase dois anos em que está à frente do ministério.

Barros reafirmou a sua disposição em deixar o governo no início de abril e reiterou que a decisão sobre um nome para substituí-lo depende do presidente nacional do PP, o seu partido, senador Ciro Nogueira.

RECOMENDAMOS

ÁGUA

Previsão é de chuva no RN durante todo fim de semana

SERVIDOR MUNICIPAL

Natal disponibiliza declaração de rendimentos segunda

CARNAVAL E PREVENÇÃO

Médicos alertam para aumento de sífilis e HIV

INQUÉRITO INSTAURADO

Candidata do PRB obteve R$ 585 mil e 161 votos

FUTEBOL

Estadual tem maior média de público dos últimos 12 anos

PREVENÇÃO

Campanha de prevenção foca no avanço de HIV em homens

VAR

CBF confirma que Brasileirão terá arbitragem de vídeo

BENEFÍCIO

Contratos do Proadi vão gerar 3.500 empregos

comentários

ANUNCIE JÁ!

RUA DESEMBARGADOR BENÍCIO FILHO, N° 465 PETRÓPOLIS CEP: 59014-470

PABX:

2020-1200

REDAÇÃO:

2020-1200

COMERCIAL:

2020-1200

FALE CONOSCO

Nome
TELEFONE
E-MAIL