câmbio:

DÓLAR R$ 3.308 EURO R$ 3.873

Tempo, natal:

26°C

Economia

CLARA CAMARÃO

01/12/2017

17:29

Ativo de Guamaré recebe todo petróleo explorado no RN

Região é uma das mais importantes do Nordeste para Petrobras

Por Redação

Foto: Marcos Peron/virtualphoto.net

Compartilhar } 2 Compartilhamentos

O ativo de Guamaré, localizado na costa branca do Rio Grande do Norte, é um dos mais importantes para Petrobras no Nordeste em termos de volume de óleo e água tratada. Toda produção dos campos marítimos e terrestres do estado é escoada para Guamaré. A Refinaria Potiguar Clara Camarão (RPCC) e a Unidade de Tratamento e Processamento de Fluidos (UTPF) da Unidade Operacional do Rio Grande do Norte e no Ceará compõem o Ativo Industrial de Guamaré e fazem parte do complexo industrial que também abriga o Terminal Aquaviário de Guamaré (Transpetro), a base da Petrobras Distribuidora, além do Centro de Defesa Ambiental (CDA) e do Parque Eólico de Mangue Seco. A RPCC produz toda gasolina consumida no Rio Grande do Norte e o querosene de aviação distribuído para o mercado potiguar e cearense.

O gerente geral da Unidade Operacional da Petrobras no Rio Grande do Norte e no Ceará, Tuerte Amaral Rolim, explica que a integração da Refinaria Potiguar Clara Camarão ao ativo de Exploração e Produção vai otimizar a estrutura e o processo industrial no polo. “Nada muda na RPCC e na operação da Petrobras no Rio Grande do Norte. O que muda é o modelo de gestão. Não teremos demissões e a refinaria não foi rebaixada. Agora vamos trabalhar com um processo integrado entre as duas áreas, o que vai aperfeiçoar a estrutura, reorganizar os processos e tornar o negócio mais eficiente”, enfatizou durante visita de jornalistas ao Ativo Industrial de Guamaré realizada nesta sexta-feira (1º/12). A RPCC vai manter sua capacidade de processar até 45 mil barris de petróleo por dia. Só neste ano, a refinaria bateu dois recordes de produção de QAV. Atualmente, a unidade tem capacidade de atender a uma demanda de 21 mil m3/mês de querosene de aviação, considerando a qualidade exigida para a comercialização deste derivado.

Durante a visita ao Ativo Industrial de Guamaré, Tuerte ressaltou ainda que a Petrobras mantém uma consolidada infraestrutura no estado, responsável pela exploração e produção de petróleo e gás em 66 concessões em terra e 12 no mar. “A produção no Rio Grande do Norte é de 48 mil barris de petróleo por dia e de 930 mil metros cúbicos de gás diários. No mar, temos 29 plataformas ligadas por dutos submarinos. Em terra, temos 5 mil poços e 130 estações de coleta que enviam o óleo e gás para 2 mil quilômetros de oleodutos e gasodutos até o Polo Industrial de Guamaré”, dimensionou.

Rolim destacou também a permanência da companhia no estado e o investimento de aproximadamente R$ 800 milhões previstos para o Rio Grande do Norte este ano, conforme o Plano de Negócios e Gestão 2017-2021. “Só em 2017 a companhia está investindo R$ 453 milhões em projetos de injeção de água e vapor em Ubarana, Estreito e Alto do Rodrigues. No custeio, foi aplicado em 2017 a cifra aproximada de R$ 1,65 bilhão nas atividades de produção de petróleo no RN”, explicou o gerente da Petrobras.

Saiba mais sobre o ativo de Guamaré

No ativo, são realizadas as etapas de tratamento do óleo e processamento do gás, que chegam por meio de gasodutos e oleodutos. Todo o gás é conduzido à estação de compressão de coleta e segue para processamento na Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN-III) para extração do gás liquefeito de petróleo (GLP), do líquido de gás natural (LGN) e do gás industrial. Já o petróleo bruto passa pelo processo de separação com a finalidade de extrair a água produzida em conjunto com o petróleo e recuperar o gás natural remanescente. A fase seguinte é o tratamento térmico do óleo, para especificá-lo. Após esse processo, o petróleo é transferido para RPCC, onde são produzidos combustíveis como diesel, querosene de aviação, gasolina, diesel marítimo e óleo combustível.

Compartilhar } 2 Compartilhamentos

últimas notícias

+ Lidas

recomendamos

comentários

Ao comentar, o leitor concorda com nossas regras e política de privacidade. Veja aqui

O espaço de comentários do Portal no AR pode ser moderado. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. anônimas ou assinadas com e-mail falso;
8. fora do contexto do portal.

O Portal no AR:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;
3. não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros.
4. se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.