câmbio:

DÓLAR R$ 3.4711 EURO R$ 4.242

Tempo, natal:

28°C

Geral

REVOLTA

04/04/2018

11:30

“Bandidos covardes” calaram voz que afastava jovens das drogas

Amigos, alunos e fãs de Alex França usam redes sociais para expressar luto

Por Ayrton Freire

Compartilhar } 12 Compartilhamentos

Natal amanheceu sobressaltada com a notícia da morte do professor e cantor católico Alex França, de 36 anos, executado na noite dessa terça-feira(03), por três assaltantes que o obrigaram a deitar no chão, pegaram a chave do carro que estava no bolso dele e puxaram o gatilho, sem que a vítima tivesse esboçado reação.

Com um tiro nas costas, onde Alex tinha tatuado a medalha de São Bento, de quem era devoto, “bandidos covardes” calaram a voz que arrebatava corações para Deus, que através da fé e do dom do canto ajudava jovens a trilharem caminhos de paz.

Fundador da banda católica Swing do Alto, Alex que vivia a “cantar ao mundo o que o Mestre ensinou”, conforme publicado por ele em uma rede social, queria ser também um mestre. Mas, tombou e virou mártir, ao ser abordado quando saía da casa de um amigo, no bairro de Felipe Camarão, na zona oeste de Natal, para ir à primeira aula do mestrado em Educação Física.

“É Alex, tá foda; a palavra é essa: Tá foda aqui”, escreveu um amigo, no perfil que o cantor deixou em uma rede social. Outro explicou o porquê da indignação: “Choramos por você, que tanto nos alegrou com sua voz e o seu Swing (que era do Alto)”.

Mas quem era Alex França?

Era o filho mais novo de um casal idoso que teve quatro filhos. Era, conforme dito pelos que a violência deixou em luto, “um amigo de coração lindo, generoso e de sorriso farto”. Foi alguém que fez a Paróquia da Catedral de Natal chorar em lamento à “morte de mais um jovem, desta vez aquele que sempre alegrou nossos inúmeros louvores”. É o homem que já deixou saudade com as “lembranças das peladas de vôlei lá na faculdade” e “das risadas altas”.

Há quatro dias, Alex França fez a última postagem no Instagram. Publicou a maquiagem que fez no personagem de Jesus para a Paixão de Cristo. “Como é bom, Senhor, colocar o dom que tu me destes à tua disposição. Desenhar (pintar) as chagas que um dia eu mesmo fiz na tua pele (não fiz com tinta, e sim com minha história)”.

Em um post mais antigo, ele próprio disse quem era: “Eu sou templo do espírito. ‘Tô’ na boa. ‘Tô’ na paz”, e anunciou: “Novidades chegando, galera”. Se não deu tempo de a tal novidade chegar, já houve quem falasse na herança deixada pelo artista: “Muitos jovens saíram das drogas pela música evangelizadora. Este foi o seu legado”.

Compartilhar } 12 Compartilhamentos

últimas notícias

+ Lidas

recomendamos

comentários

Ao comentar, o leitor concorda com nossas regras e política de privacidade. Veja aqui

O espaço de comentários do Portal no AR pode ser moderado. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. anônimas ou assinadas com e-mail falso;
8. fora do contexto do portal.

O Portal no AR:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;
3. não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros.
4. se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.