câmbio:

DÓLAR R$ 3.6784 EURO R$ 4.3424

Tempo, natal:

26°C

Brasil e Mundo

APROVADO

14/06/2018

07:54

Câmara aprova criação do Ministério da Segurança Pública

Texto segue agora para aprovação no Senado

Por Estadão Conteúdo

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

O Plenário da Câmara Deputados aprovou nesta quarta-feira, 13, a Medida Provisória que cria o Ministério da Segurança Pública. Da forma como passou, o texto cria a pasta de maneira permanente, e não mais um ministério extraordinário como havia sido enviado pelo Palácio do Planalto. Após um acordo entre o governo e parte da oposição, a matéria foi votada em projeto de lei de conversão. O texto segue agora para aprovação no Senado.

Criado no final de fevereiro, pela MP nº 821/2018, o Ministério Extraordinário da Segurança Pública (MESP) passou a ser responsável por coordenar e promover a integração da segurança pública em todo o território nacional, em cooperação com os demais entes federativos. Entre as funções, a pasta também terá a atribuição de gerir o recém-criado Sistema Único de Segurança Pública.

O ministro Raul Jungmann estava presente à sessão. “Nós podemos dizer que a segurança pública no Brasil tem rumo e que agora tem estrutura, tem financiamento e reúne União, Estados e municípios no combate à violência, ao crime organizado, como é o desejo de brasileiros e brasileiras”, afirmou.

Questionado sobre a criação de mais uma estrutura em meio à crise orçamentária que o País vive, o ministro defendeu a importância da pasta e disse que é possível criar uma nova estrutura remanejando cargos e usando os recursos já disponíveis no Fundo Nacional da Segurança Pública. Sobre a polêmica da retirada de recursos de Esporte e Cultura para investir na segurança pública, Jungmann afirmou que é “compreensível a reclamação”, mas que alternativas estão sendo analisadas. O presidente Michel Temer assinou nesta semana uma medida provisória que transfere recursos de loterias para a segurança. A previsão para este ano é que o repasse seja de R$ 800 milhões.

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

últimas notícias

+ Lidas

recomendamos

comentários

Ao comentar, o leitor concorda com nossas regras e política de privacidade. Veja aqui

O espaço de comentários do Portal no AR pode ser moderado. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. anônimas ou assinadas com e-mail falso;
8. fora do contexto do portal.

O Portal no AR:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;
3. não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros.
4. se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.