câmbio:

DÓLAR R$ 3.2417 EURO R$ 3.9863

Tempo, natal:

25°C

Cotidiano

TRANSPORTE PÚBLICO

08/02/2018

12:27

Conselho adia definição do preço da tarifa de ônibus

Definição só deve acontecer quando forem homologados os salários de motoristas e cobradores

Por Redação

Foto: Josenilson Rodrigues/Busão de Natal

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

O Conselho Municipal de Transportes decidiu adiar, em reunião encerrada no final da manhã desta quinta (8), o reajuste da tarifa dos ônibus urbanos. Ele aguarda a determinação do novo valor dos salários de motoristas e cobradores para ter uma posição final sobre a cobrança das passagens, que atualmente custam R$ 3,35.

Sindicato que representa as empresas de transporte público, o Seturn estima que ela fique pelo menos em R$ 3,75, levando-se em consideração apenas a elevação nos últimos meses do preço do óleo diesel, a queda do números dos passageiros pagantes, além da atualização de preços de veículos e insumos. O preço-alvo estimado para a passagem desconsidera investimentos feitos pelas empresas.

O diretor técnico do Seturn, Nilson Queiroga, diz que a fraude no pagamento das passagens está impactando na expectativa do aumento. Ela acontece desde que a Justiça autorizou o pagamento da a meia passagem em espécie. “O número de fraudes está subindo assustadoramente. Foram 807 carreiras apreendidas na última ação de fiscalização”, falou Queiroga.

Mas o fator mais impactante é o óleo diesel e o especialista diz que o sistema de transportes incorre, por causa das recentes altas do combustível, em prejuízo diário de R$ 19.200.

Ele acrescentou que Natal está na 22ª colocação em ordem decrescente de preço, considerando que outras cidades como Recife e Macapá tiraram os impostos cobrados na tarifa. “Considerando a isenção nessas cidades, Natal fica na 24ª posição”, explica.

Natal conta atualmente com 820 veículos em circulação

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

últimas notícias

+ Lidas

recomendamos

comentários

Ao comentar, o leitor concorda com nossas regras e política de privacidade. Veja aqui

O espaço de comentários do Portal no AR pode ser moderado. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. anônimas ou assinadas com e-mail falso;
8. fora do contexto do portal.

O Portal no AR:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;
3. não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros.
4. se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.