câmbio:

DÓLAR R$ 3.7671 EURO R$ 4.3691

Tempo, natal:

26°C

Geral

PRIMEIRO TRIMESTRE

13/04/2018

07:06

Consumo de energia elétrica no RN cresce 2,2%

Classe com maior representatividade no consumo foi a Residencial

Por Redação

Foto: Marcelo Camargo/Arquivo/Agência Brasil

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

Findo o primeiro trimestre de 2018, a Cosern, empresa do Grupo Neoenergia, registrou um crescimento de 2,2% no consumo de energia elétrica no Rio Grande do Norte quando comparado ao mesmo período de 2017.

A classe com maior representatividade no consumo foi a Residencial, que representou 39% da energia entregue pela Distribuidora e fechou o trimestre com uma alta de 2,9%. Dois quesitos contribuíram para a alta nessa classe: o incremento de 27.876 novas unidades consumidoras somado ao crescimento do consumo médio residencial em 0,55%.

A classe comercial também apresentou sinais de melhoras no trimestre, com um crescimento de 3,8%, tendo como principal destaque o avanço no consumo do comércio varejista. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a variação no volume de vendas do comércio varejista foi de 11,2% no acumulado até fevereiro de 2018.

O desempenho positivo de 4,2% na classe rural é reflexo da alta no consumo do setor de aquicultura do estado, que contrastou com o desempenho da agropecuária rural e da agroindústria neste primeiro trimestre de 2018.

A indústria do estado continua reduzindo seu consumo, movimento que começou em 2014 e que persiste em sua trajetória descendente. Cabe destacar o desempenho negativo dos três principais setores consumidores de energia do estado que, juntos, representam 76% da classe industrial: extração de petróleo e gás natural, fabricação de cimentos e têxtil.

O desempenho negativo dessas classes resultou em uma redução no consumo de energia da classe industrial em 1,7% no primeiro trimestre de 2018, quando comparado ao mesmo período de 2017.

As outras classes que englobam o serviço público, a iluminação pública, o poder público e o consumo próprio obtiveram, juntas, um crescimento de 2,9% nesses três primeiros meses do ano.

Confira a tabela:

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

últimas notícias

+ Lidas

recomendamos

comentários

Ao comentar, o leitor concorda com nossas regras e política de privacidade. Veja aqui

O espaço de comentários do Portal no AR pode ser moderado. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. anônimas ou assinadas com e-mail falso;
8. fora do contexto do portal.

O Portal no AR:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;
3. não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros.
4. se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.