câmbio:

DÓLAR R$ 3.1526 EURO R$ 3.7137

Tempo, natal:

23°C

Economia

Financiamento

23/02/2017

13:14

Crédito do BNB supera R$ 1,2 bilhão em 2016 no RN

No ano passado, o Estado teve mais de 303 mil operações contratadas

Por Redação

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

O Banco do Nordeste apresentou, na quinta-feira, 16, o balanço financeiro de 2016, com crescimento de 139,5% do lucro líquido, atingindo R$ 732,1 milhões. O BNB aplicou R$ 22,2 bilhões em mais de 5 milhões de operações de crédito; 5,4% desse montante no Rio Grande do Norte.

No ano passado, o Estado teve mais de 303 mil operações contratadas, superando a marca de R$ 1,2 bilhão na concessão de crédito. O valor médio, termômetro da pulverização das operações, é de R$ 3,9 mil. Os financiamentos chegaram a clientes de todos os 167 municípios norte-rio-grandenses pelo 11º ano consecutivo.

O Banco do Nordeste detém 67,5% dos financiamentos de longo prazo, mesmo com suas agências representando apenas 10% da rede bancária estadual. Quando se trata do crédito rural, esse percentual salta para 76%. A maior parte dos recursos vem do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Em 2016 foram registradas mais de 31 mil operações, em contratos que superaram R$ 585 milhões. O Fundo oferece melhores condições de crédito para quem quer empreender.

O crédito para as empresas potiguares chegou a R$ 565 milhões em 2016, sendo R$ 359 milhões para o comércio; R$ 124 milhões à indústria e R$ 83 milhões ao setor de serviços. Desse total, R$ 230 milhões foram contratados com micro e pequenas empresas. Já o agronegócio potiguar contratou cerca de R$ 200 milhões: R$ 136 milhões na pecuária, R$ 56 milhões na agricultora e R$ 8 milhões para a agroindústria.

As linhas de microfinança do Banco do Nordeste, que funcionam em parceria com o Instituto Nordeste Cidadania (Inec), apresentaram crescimento em 2016. No Crediamigo, para empreendedores urbanos, foram realizadas 263 mil operações e R$ 483,9 milhões emprestados. Já o Agroamigo realizou 27 mil operações, com R$ 114,6 milhões contratados em pequenas iniciativas de produção no campo.

2017

Para este ano, a Superintendência Estadual do RN foca o aumento das contratações pelas linhas de crédito FNE Sol, destinada à aquisição de sistemas de micro e minigeração distribuída de energia, a partir de fontes renováveis, e FNE Água, que financia a gestão sustentável da água com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste. “São produtos, nos quais nós identificamos um forte potencial de crescimento”, avalia o superintendente estadual Fabrízzio Leite Feitosa.

Outro produto que deve ser bastante disseminado é o Cartão BNB, que vem tendo ótima aceitação no mercado. Com uma versão para os produtores rurais, BNB Agro, o cartão oferece crédito rotativo, à medida que o cliente paga, automaticamente aumenta a sua margem em valor idêntico para novas compras.

O orçamento do Banco do Nordeste para o RN em 2017, somente com recursos do FNE, se aproxima de R$ 1 bilhão, com a seguinte destinação:

Agricultura: R$ 75 milhões

Pecuária: R$ 170 milhões

Agroindústria: R$ 15 milhões

Indústria: R$ 140 milhões

Comércio e Serviços: R$ 300 milhões

Turismo: R$ 55 milhões

Infraestrutura: R$ 220 milhões

Total: R$ 975 milhões

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

últimas notícias

+ Lidas

recomendamos

comentários

Ao comentar, o leitor concorda com nossas regras e política de privacidade. Veja aqui

O espaço de comentários do Portal no AR pode ser moderado. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. anônimas ou assinadas com e-mail falso;
8. fora do contexto do portal.

O Portal no AR:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;
3. não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros.
4. se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.