câmbio:

DÓLAR R$ 3.1685 EURO R$ 3.3909

Tempo, natal:

Scattered Thunderstorms 25°C

Política

27/02/2014

14:44

Deputado aprova ação que pede suspensão de TR na correção do FGTS

Por turismonoar

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

(Foto: Wellington Rocha)

Lima aprovou a manifestação do STF (Foto: Wellington Rocha)

O deputado estadual Kelps Lima se manifestou favorável à ação protocolada no Supremo Tribunal Federal pelo Solidariedade nacional que pede a suspensão imediata da utilização da Taxa Referencial (TR) na correção das contas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e a substituição por um índice inflacionário, como o IPCA.

“A correção desse índice é fundamental. Pois a Caixa Econômica Federal toma esse dinheiro do trabalhador, mas não devolve da forma que deve ser. A gente traz a temática para alertar os trabalhadores do Rio Grande do Norte”, destaca.

Mais
O ministro Luís Roberto Barroso, será o relator da ação e analisará o pedido de liminar para alterar daqui para frente a correção das contas do FGTS pela inflação e não mais pela TR. Ele será o responsável por ouvir todas as partes interessadas, preparar um relatório e levar o caso para julgamento no plenário, o que não tem prazo para ocorrer.

A ação vai questionar a aplicação da TR a partir de 1999 na correção das contas. A estimativa, diz o pedido, é de que as perdas cheguem a 88,3% em cada conta. Milhares de ações já tramitam em tribunais de todo o país pedindo a correção maior. Atualmente, apenas quem está acionando a justiça está recebendo a diferença. Em nota divulgada no começo de fevereiro, a Caixa informou que, até o momento, foram ajuizadas 39.269 ações contra o FGTS.

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

últimas notícias

+ Lidas

recomendamos

comentários

Ao comentar, o leitor concorda com nossas regras e política de privacidade. Veja aqui

O espaço de comentários do Portal no AR pode ser moderado. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. anônimas ou assinadas com e-mail falso;
8. fora do contexto do portal.

O Portal no AR:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;
3. não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros.
4. se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.