câmbio:

DÓLAR R$ 3.1073 EURO R$ 3.3546

Tempo, natal:

27°C

Cotidiano

Tecnologia

17/03/2017

13:30

Equipes do Sesi/RN participam do Torneio Nacional de Robótica FLL

O programa visa despertar o interesse pelas áreas de ciências, matemática e tecnologia

Por Redação

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

O Rio Grande do Norte está bem representado no Torneio Nacional de Robótica FIRST® LEGO® League (FLL). Duas equipes do SESI/RN participam da etapa nacional do torneio que começa nesta sexta-feira, 17.

Criado em 1998 pela FIRST® em parceria com o Grupo LEGO®, a competição internacional vem se tornando um sucesso no Brasil. O programa visa despertar o interesse pelas áreas de ciências, matemática e tecnologia inspirando e desafiando crianças e jovens de 9 a 16 anos a pensarem como cientistas e engenheiros de campo.

Na nova temporada do Torneio de Robótica FLL, batizada de Animal Allies (aliados animais, em português), pessoas e bichos devem se aliar na missão de fazer a vida melhor para todos. Os participantes deverão identificar problemas de cooperação entre seres humanos e animais e desenvolver soluções inovadoras.

Para a equipe potiguar Trinity Force, o problema identificado foi que animais com deficiência nas patas traseiras (paralisia) não possuíam um estilo de vida adequado e muitas vezes são sacrificados por seus donos por não terem condições financeiras favoráveis. A Mech Wheelchair for Dogs é a cadeirinha desenvolvida pela equipe que, diferente das outras, possui um custo médio de R$ 40,00 no modelo básico (PVC) e mecanismos que permitem que o animal fique na sua posição de sentar (“joelhos”). Também terá pedais, que simularão o movimento natural das patas, estimulando o crescimento nervoso (fazendo assim com que a cadeira seja eficaz para cães que estão em recuperação), evitando o atrofiamento e melhorando o funcionamento do ciclo intestinal que, devido à paralisia, fica comprometido. Em conjunto com a cadeira, haverá uma revista que conterá uma lista de alimentos que o animal pode ou não pode comer, além de um passo a passo de massagens fisioterapêuticas que o próprio dono pode fazer no animal, e um manual de montagem e manuseio da cadeira.

Já a equipe The Ebep Bugs (TEB’S), trabalhou com a problemática da diabetes mellitus, uma doença decorrente da exposição a uma hiperglicemia crônica que afeta um crescente número de cães, e é considerada uma pandemia mundial pela OMS (Organização Mundial da Saúde). Atrelado a ela pode ocorrer à incidência do hipotireoidismo, uma disfunção causada pela produção insuficiente de hormônios tireoidianos. A falta de monitoramento em relação aos animais domésticos decorrente ao estilo de vida conturbado dos humanos tem sido um fator que agravou a ocorrência da diabetes mellitus. Cerca de 25% dos caninos e felinos diagnosticados, normalmente nos primeiros meses após a identificação da doença, morrem em até 6 meses do diagnóstico inicial. A equipe natalense propõe um kit adaptado para prevenir diabetes e o hipotireoidismo em cães, composta por uma coleira adaptada para a coleta de sangue, focinheira, guia, medidor glicêmico, seringas, material de assepsia e luvas, além de aplicativo e tabela informativa a respeito do nível glicêmico, que indicará se ele está baixo, normal ou acima do normal.

A etapa nacional que se inicia nesta sexta, 17, vai até o domingo, 19, na Unidade do SESI em Taguatinga/DF. Participarão da disputa 74 equipes classificadas nas 13 etapas regionais, que ocorreram de novembro de 2016 a março de 2017. Estima-se a presença de 740 competidores, de 9 a 16 anos, de escolas do SESI, rede pública, rede particular e times de garagem, de 24 Estados e do Distrito Federal.

As equipes estarão concorrendo a 21 vagas para campeonatos internacionais, que acontecem no Texas, Califórnia, Dinamarca, Reino Unido e Austrália.

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

últimas notícias

+ Lidas

recomendamos

comentários

Ao comentar, o leitor concorda com nossas regras e política de privacidade. Veja aqui

O espaço de comentários do Portal no AR pode ser moderado. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. anônimas ou assinadas com e-mail falso;
8. fora do contexto do portal.

O Portal no AR:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;
3. não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros.
4. se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.