câmbio:

DÓLAR R$ 3.2113 EURO R$ 3.7722

Tempo, natal:

26°C

Economia

ASSUNTO SÉRIO

16/09/2017

10:45

Faccionista revela histórico de assédio do MPT a Guararapes

Segundo ele, o trabalho das facções está ameaçado pela exigência do MPT

Por Dinarte Assunção

Compartilhar } 27 Compartilhamentos

O faccionista Ricardo Medeiros revelou neste sábado  (16), em entrevista ao portalnoar.com.br, que as ações do Ministério Público do Trabalho contra o Grupo Guararapes configuram “claro assédio”.

Segundo ele, desde o final da década de 1990, as facções têxteis têm se instalado na região. “Nunca se ouviu falar de qualquer ação do MPT sobre as facções. Foi só a Guararapes entrar no Pro-Sertão, e passar a comprar dessas facções, que o MPT nos descobriu e passou a fazer exigências inconsequentes”, destacou Medeiros.

Ainda segundo ele, o trabalho das facções está ameaçado pela exigência do MPT para que a Guararapes absorva os trabalhadores.

“Como nós, pequenos produtores ficamos? É tão claro o assédio que o MPT não quer punir as facções que tiveram irregularidades, mas quer punir a Guararapes”, enfatizou Medeiros.

Compartilhar } 27 Compartilhamentos

últimas notícias

+ Lidas

recomendamos

comentários

Ao comentar, o leitor concorda com nossas regras e política de privacidade. Veja aqui

O espaço de comentários do Portal no AR pode ser moderado. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. anônimas ou assinadas com e-mail falso;
8. fora do contexto do portal.

O Portal no AR:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;
3. não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros.
4. se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.