Sem categoria 24/02/2014 06:34

Imposto de renda retido dos trabalhadores triplica em 10 anos

Por admin

O Leão não dá trégua aos trabalhadores, que já se preparam para novamente prestar contas à Receita Federal.
Entre 2003 e 2013, o total do Imposto de Renda retido nos contracheques triplicou, saltando de R$ 27 bilhões para R$ 81 bilhões.
No mesmo período, o número de contribuintes cresceu apenas 47%.
Ou seja, na média, os brasileiros passaram a pagar mais ao Fisco.
O recolhimento aos cofres do governo pulou de R$ 1,5 mil por pessoa para R$ 3 mil.
A gula parece não ter fim. Quase 1 milhão a mais de trabalhadores serão obrigados a declarar o IR neste ano.
Na avaliação do Fisco, não se trata de nenhum avanço exagerado sobre a renda dos trabalhadores.
O incremento da arrecadação e o número maior de declarantes, assegura o secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto, decorrem do bom momento do emprego no país. Ao mesmo tempo em que o rendimento médio subiu, o índice de desocupação despencou — está em 4,8%, conforme cálculos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Essa combinação obrigou mais gente a recolher o IR nos contracheques.
“Há um avanço da massa salarial e da renda. Isso contribui para que haja um aumento de contribuintes”, diz.
Para os especialista, além da expressiva melhora do mercado de trabalho, a Receita se aproveitou de um fator para ampliar a arrecadação: há 18 anos, a correção da tabela do IR fica abaixo da inflação, provocando uma defasagem de mais de 60%.
Dessa forma, como os rendimentos, na média, vêm crescendo acima do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), todos os anos, mais brasileiros entram na faixa de obrigatoriedade para prestar contas ao Leão.
Deu no Correio Braziliense

Ricardo Rosado

Descrição Diretor do Portal No Ar e Repórter do Fatorrrh.

todos os blogs