Lava Jato 11/07/2018 13:44

As mentiras do PT sobre a decisão de Sérgio Moro

Para tentar tirar Lula da cadeia, o PT só contou mentiras sobre Sergio Moro. A mais inofensiva delas foi sobre sua falsa viagem a Portugal. Leia o editorial do Estadão:

Para tentar tirar Lula da cadeia, o PT só contou mentiras sobre Sergio Moro.
A mais inofensiva delas foi sobre sua falsa viagem a Portugal.
Leia o editorial do Estadão:

“O PT pôs em andamento virulenta campanha contra as autoridades judiciais que desvelaram a manobra dos três deputados. Em completa inversão dos fatos, disseram que o juiz Sergio Moro, que foi o primeiro a destacar que o alvará de soltura tinha sido expedido por quem não tinha direito de fazê-lo, havia agido por conta própria, o que seria a prova de seu ativismo antipetista.
Ora, foi o próprio desembargador Favreto que intimou o juiz da 13.ª Vara Federal de Curitiba a manifestar-se sobre a soltura de Lula. ‘Solicite-se ao juízo de primeiro grau que, no prazo de cinco dias, se entender necessário, preste esclarecimentos adicionais que reputar relevantes para o julgamento desta impetração, ressaltando que o transcurso do prazo sem manifestação será interpretado como inexistência de tais acréscimos’, escreveu o plantonista no seu despacho de domingo de manhã.
Fez bem, portanto, o juiz Sergio Moro em atender com diligência à solicitação do desembargador Favreto para que apresentasse os devidos esclarecimentos. Havia erros crassos na decisão, que necessitavam ser retificados com urgência, para evitar danos maiores. O juiz da 13.ª Vara Federal de Curitiba lembrou que o desembargador plantonista não tinha competência para atuar no processo. Moro também apontou outro erro básico contido no pedido de habeas corpus impetrado pelos três deputados petistas: tendo sido a prisão de Lula determinada pela 8.ª Turma do TRF-4, não havia como o juízo de primeiro grau ser a autoridade coatora.”
Deu em O Antagonista
Ricardo Rosado

Descrição Diretor do Portal No Ar e Repórter do Fatorrrh.

todos os blogs