câmbio:

DÓLAR R$ 3.7671 EURO R$ 4.3691

Tempo, natal:

24°C

Economia

Prejuízo

29/05/2018

16:11

Fecomércio-RN apela por fim da greve dos caminhoneiros

Precisamos retomar a vida normal e evitar que a sociedade continue sendo penalizada, diz a entidade

Por Redação

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio Grande do Norte (Fecomércio RN) vem a público reforçar o apelo – que já encontra eco na imensa maioria da população – pelo fim efetivo da paralisação dos caminhoneiros. A hora é de, com muito trabalho, começar a sanar os enormes prejuízos que o movimento tem imposto ao comércio e à sociedade brasileira em geral.
O desabastecimento que tem se alastrado pelos estabelecimentos dos mais diversos segmentos tem impactos diretos, imediatos e extremamente negativos nos preços dos produtos, nas vendas e, por consequência, na viabilidade dos nossos negócios e na arrecadação dos impostos que custeiam os serviços e a máquina pública.
Além dos prejuízos às empresas, o movimento tem imposto à população transtornos em áreas como saúde (suspensão de procedimentos, falta de medicamentos e insumos nos hospitais), educação (suspensão de aulas, cursos e concursos) e segurança pública, com perdas materiais importantes e até mesmo vidas humanas em risco iminente.
É importante ressaltar que os caminhoneiros já conseguiram grandes conquistas e que a persistência da greve coloca em xeque suas reais motivações. Precisamos retomar a vida normal e evitar que a sociedade continue sendo penalizada e que o movimento siga empurrando nosso país ao caos social e econômico, numa trajetória extremamente perigosa, da qual não temos nenhuma previsão de como, quando e onde iremos sair.

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

últimas notícias

+ Lidas

recomendamos

comentários

Ao comentar, o leitor concorda com nossas regras e política de privacidade. Veja aqui

O espaço de comentários do Portal no AR pode ser moderado. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. anônimas ou assinadas com e-mail falso;
8. fora do contexto do portal.

O Portal no AR:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;
3. não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros.
4. se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.