câmbio:

DÓLAR R$ 3.7671 EURO R$ 4.3691

Tempo, natal:

25°C

Cotidiano

ATENÇÃO

09/02/2018

17:51

Flerte ou assédio: Quando os limites são ultrapassados?

Flerte acontece quando as partes correspondem

Por Redação

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

Quando o flerte passa a ser um caso de assédio? A diferença é explicada pela psicóloga Sarah Lopes, do Hapvida Saúde, que deixa claro como determinar os casos de abordagens que marcam esse período de Carnaval e tantos outros.

“O flerte acontece quando as partes correspondem. Se isso não ocorre e uma das partes insiste, causando constrangimento ou até mesmo um incômodo e aborrecimento, esta conduta já pode ser considerada assédio’’, esclarece.

Os debates em torno das justificativas para os casos de perseguição e insistência são recorrentes e caracterizam um problema. Com muita diversão e paquera, as rejeições possibilitam os casos de imposições.

“O assédio ocorre muitas vezes pelo indivíduo não aceitar a possibilidade de rejeição ou até mesmo como forma de impor uma condição de autoridade diante do outro. Essas situações geram desequilíbrio emocional e social. Assim, para que esta paquera seja saudável, as partes devem deixar bem claro respeito aos limites do outro’’, enfatiza a profissional.

Por outro lado, à medida que o assédio se confirma, é importante não acobertar ou minimizar a situação do próximo, seja ele conhecido ou não. “Tudo deve ser explicitamente verbalizado, levando em consideração permitir que o outro tome conhecimento de que não será intimidado diante da posição que ocupa’’, orienta a psicóloga.

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

últimas notícias

+ Lidas

recomendamos

comentários

Ao comentar, o leitor concorda com nossas regras e política de privacidade. Veja aqui

O espaço de comentários do Portal no AR pode ser moderado. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. anônimas ou assinadas com e-mail falso;
8. fora do contexto do portal.

O Portal no AR:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;
3. não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros.
4. se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.