câmbio:

DÓLAR R$ 3.2612 EURO R$ 3.8489

Tempo, natal:

27°C

Gente no AR

DECISÃO

13/09/2017

16:33

Justiça condena ex-BBB a 12 anos de prisão por estupro

Em entrevista, advogado do ex-BBB disse que está tranquilo e tem certeza da própria inocência

Por Redação

Compartilhar } 1 Compartilhamentos

Participante do “Big Brother Brasil 16″,  no ano passado, Laércio de Moura foi condenado a doze anos de prisão por estupro de vulnerável e armazenamento de material (foto ou vídeo) contendo cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente.

A decisão, que foi tomada no fim de agosto e só foi divulgada apenas agora, foi tomada pela Vara de Infrações Penais contra Crianças, Adolescentes e Idosos do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba. Ele está preso desde maio de 2016.

Ele era investigado desde fevereiro do mesmo ano, quando a Promotoria de Justiça recebeu um pedido de providências a respeito da conduta do ex-BBB. Durante sua participação no próprio programa da Globo, o designer de tatuagem afirmou gostar de se relacionar com garotas mais novas.

Em entrevista ao portal Uol, o advogado de Laércio, Ronaldo Manoel Santiago, havia dito que o ex-participante do “BBB” estava tranquilo: “Ele tem certeza da inocência dele, só está chateado por permanecer preso”.

Há um ano, ele e sua vítima se encontram pela primeira vez desde que o ex-BBB foi preso, em 16 de maio. Segundo o Ministério Público do Paraná (MP-PR), tratava-se de uma audiência de instrução e julgamento.

“O Laércio está tranquilo, pois nunca teve contato com a suposta vítima. Iremos tomar todas as medidas cabíveis, mas aparentemente a pessoa que denunciou, citou outra, e pode ser uma retaliação de um desafeto virtual”, disse na ocasião o advogado Ronaldo.

Via TV FOCO

Compartilhar } 1 Compartilhamentos

últimas notícias

+ Lidas

recomendamos

comentários

Ao comentar, o leitor concorda com nossas regras e política de privacidade. Veja aqui

O espaço de comentários do Portal no AR pode ser moderado. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. anônimas ou assinadas com e-mail falso;
8. fora do contexto do portal.

O Portal no AR:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;
3. não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros.
4. se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.