câmbio:

DÓLAR R$ 3.1457 EURO R$ 3.6608

Tempo, natal:

26°C

Economia

Nordeste Forte

17/07/2017

13:40

Mais crédito e menos burocracia é discutido no Roadshow em Recife

As taxas passam a ser de 0,88% ao mês para pequenas empresas e 1,32% ao mês para as grandes

Por Redação

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

Entre as medidas apresentadas para melhorar acesso ao crédito, durante o lançamento do Roadshow “Investimento e Desenvolvimento do Nordeste”, realizado nesta sexta-feira (14), no auditório da FIEPE, o Banco do Nordeste anunciou a redução da taxa de juros para capital de giro. As taxas passam a ser de 0,88% ao mês para pequenas empresas e 1,32% ao mês para as grandes empresas. A medida, segundo o diretor de planejamento nacional, é importante para que as empresas, sobretudo industriais, que enfrentam problema de ociosidade da capacidade instalada, acessem o recurso para aumentar a produção. Além disso, a revisão nas normas permite a desburocratização dos processos.

“O Banco está preparado e com disponibilidade de atender às demandas que chegam por meio das entidades, Federações”, afirma o diretor de planejamento nacional do BNB, Perpétuo Cajazeiras. As demais regras para concessão do crédito, documentações exigidas e prazo para financiamento, que dependendo do contrato, pode chegar a 36 meses, permanecerão inalteradas.

O orçamento do Fundo para este ano é de R$ 26 bilhões. O Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) visa contribuir para o desenvolvimento econômico e social da Região e é destinado a produtores e empresas, pessoas físicas e jurídicas, além das cooperativas de produção, que desenvolvam atividades produtivas nos setores agropecuário, mineral, industrial, agroindustrial, de empreendimentos comerciais e de serviços na área de atuação da Sudene.

O assessor da área industrial do BNDES, Lucas Linhares, trouxe em primeira mão para os presidentes de Federações e autoridades que participam do evento a nova política territorial do banco. A Política de Dinamização Regional e fortalecimento de Redes de Cidades, que busca identificar como fomentar a economia em três tipos de localidades (cidades com renda menor que 75% da média nacional, cidades médias nas áreas prioritárias e microrregiões, como capital e regiões metropolitanas), com duas linhas de investimentos.

A ideia, explica Linhares, é “territorializar” a visão de desenvolvimento como forma de aproximar e por em prática uma missão do banco, que até então não foi efetivada, que é a redução das desigualdades sociais e regionais. “Com articulação de ações operacionais de desenvolvimento regional. Neste contexto, este encontro é bastante eficaz, pois reúne os principais atores de estados com os desafios comuns e que precisam de complementariedade”, afirma.

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

últimas notícias

+ Lidas

recomendamos

comentários

Ao comentar, o leitor concorda com nossas regras e política de privacidade. Veja aqui

O espaço de comentários do Portal no AR pode ser moderado. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. anônimas ou assinadas com e-mail falso;
8. fora do contexto do portal.

O Portal no AR:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;
3. não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros.
4. se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.