• câmbio
    dólar R$
    euro R$
  • tempo, natal/rn
    26ºc

Lazer

"Masmorras superlotadas": Veja porque o RN tem os piores presídios do país

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) detalhou, nesta sexta-feira (19), durante a visita do presidente Joaquim Barbosa à Natal, a situação do sistema penitenciário do Rio Grande do Norte e o porquê de classificá-lo como “um dos piores do Brasil”. O relatório que embasou o roteiro de Barbosa foi elaborado pelos juízes Esmar Custódio Vêncio Filho, do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO), e Renato Magalhães Marques, do TJ do Distrito Federal (TJDFT), membros do Mutirão Carcerário 2013. Agora, o portalnoar.com aponta o que foi encontrado de mais grave em cada uma das unidades vistoriadas:

Alcaçuz foi visitada hoje pelo presidente do CNJ, Joaquim Barbosa (Foto: Alberto Leandro)

Complexo Penal Dr. João Chaves: Foi considerado pela equipe do CNJ como um dos piores do país. Os problemas mais graves foram a superlotação, péssimas condições de higiene, falta de área adequada para banho de sol e a presença de cumpridores de pena do regime fechado em uma unidade que deveria abrigar apenas os do regimes semiaberto e aberto.

Penitenciária de Alcaçuz: A deterioração da estrutura e, principalmente, um esgoto lá empoçado, causando uma fedentina e um problema de saúde para os presos. Está com um problema muito sério, um possível surto de doenças graves em razão, principalmente, dessa sujeira.

Cadeia Pública de Natal: Reflete quadro semelhante ao do João Chaves, porém com más condições de higiene e atendimento médico deficiente.

Centro de Detenção Provisória da Zona Norte: O que mais chocou os inspetores aqui foi a situação de um preso que está cego, muito magro, sem condições de andar, com dores no corpo inteiro e sem qualquer assistência médica. Ele está em cela fétida, mal iluminada e abafada.

CDP do Potengi: Foi constatada superlotação, falta de espaço adequado para banho de sol e escassez de materiais.

CDP da Ribeira: Construção antiga, definida pelos inspetores como uma “masmorra”, com problemas de superlotação, falta de ventilação e umidade nas celas.

CDP de Nova Parnamirim: Destinado a presos especiais, a maioria acusados de crimes sexuais, que devem ficar isolados para não serem agredidos por outros detentos. Esta unidade não possui espaço adequado para banho de sol e as celas são mal ventiladas. Não há camas de alvenaria, o que obriga os detentos a dormir em colhões colocados no chão. Outro problema é a presença de condenados na unidade, quando deveria haver apenas presos provisórios.

CDP de Parnamirim (Feminino): As mulheres ficam presas em um espaço, onde antes funcionava uma cozinha industrial. O pior problema encontrado é o vazamento do esgoto do banheiro, que vai até a parte externa da unidade, espalhando forte mau cheiro.

Complexo Penal Agrícola Dr. Mario Negócio (Mossoró): Situação na unidade se encontra agravada com relação a vista em 2010, tanto que ele se encontra inclusive interditado. Instalações físicas danificadas, falta condições mínimas para o encarceramento, ambiente fétido, lixo e dejetos por toda parte são alguns dos problemas encontrados. A situação está tão grave que, para o CNJ, a reforma recomendada é “impossível” devido ao atual estágio de depredação e abandono.

Cadeia Pública de Manoel Onofre Lopes (Mossoró): Celas estão superlotadas e o ambiente é fétido. O estado dos internos no estabelecimento é desumano e insalubre. Não há sequer o fornecimento de água tratada para beber, que é comprada pelos presos.

Complexo Penal Regional de Pau dos Ferros: Em situação de abandono, com ausência de higiene e questões de segurança agravadas, os presos vivem de forma caótica e desumana. O forte odor de fezes e calor, aliado a um sistema de ventilação precário, tornam o local totalmente insalubre.

CDP de Pau dos Ferros: Cárcere que não oferece as mínimas condições de higiene, segurança e salubridade. Os internos não recebem material de higiene e limpeza. A água para beber é fornecida pelos familiares e terceiros.

CDP de Assu: Segue a regra de absoluta precariedade das demais unidades prisionais. Os internos são acomodados em celas superlotadas, insalubres e fétidas. Lá, não é observado o direito básico ao banho de sol.

CDP de Macau: Tem ambiente insalubre e o sistema de arejamento é absolutamente inapropriado. O estabelecimento está interditado por ordem judicial.

 

 

RECOMENDAMOS

SHOW CATÓLICO

Festival Halleluya termina neste domingo em Natal

SÓ LUZES

Natal poderá proibir fogos de artifício com barulho

ÚLTIMO DIA

Carnatal termina hoje com Ivete,Psirico, Ricardo Chaves

POSICIONAMENTO

Bolsonaro diz que não debaterá pena de morte

SEM VENCEDOR

Mega-Sena acumula prêmio em R$ 48 milhões

SOBRE O NATAL

Hoje tem espetáculo "A Esperança" no Parque da Cidade

GOVERNO BOLSONARO

Jácome vai assumir secretaria no Ministério da Mulher

TÁ DIFÍCIL

Caixa dificulta transição com nova equipe

comentários

ANUNCIE JÁ!

RUA DESEMBARGADOR BENÍCIO FILHO, N° 465 PETRÓPOLIS CEP: 59014-470

PABX:

2020-1200

REDAÇÃO:

2020-1200

COMERCIAL:

2020-1200

FALE CONOSCO

Nome
TELEFONE
E-MAIL