Judiciário 10/10/2018 14:12

STF usa inteligência artificial para agilizar processos

Por Aluísio Lacerda

Novo software fará o trabalho que servirá de referência para todos os juízes de instâncias inferiores.

Desde o final de agosto próximo passado que entrou em funcionamento no Supremo Tribunal Federal o “projeto Victor”, um software de inteligência artificial que agiliza processos que antes consumia milhares de horas de trabalho humano.

O programa “Victor” recebeu este nome numa homenagem ao jurista Victor Nunes Leal, mineiro de Alvorada, ministro do Supremo Tribunal Federal e professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro, falecido em 1985), e afastado da Corte suprema pelo AI-5.

Nos quase dez anos de STF, Nunes Leal sistematizou a jurisprudência da Corte em súmulas, o que agilizou a avaliação sobre se cada processo tem ou não precedentes. Com o novo software, a conversão de imagens de processos em textos digitais (que um servidor executa em três horas) será feita pela inteligência artificial em cinco segundos.

Outra tarefa a ser facilitada diz respeito à identificação de recursos extraordinários que chegam ao Supremo – se estão ou não vinculados a temas de repercussão geral, tema que servirá de referência para todos os juízes de instâncias inferiores.

Esta ação do STF vem sendo desenvolvida em parceria com a Universidade de Brasília. Em junho deste ano, segundo o jornal O Globo, o Supremo investirá um total de R$ 1,6 milhão em bolsas de estudo da UnB para o desenvolvimento da inteligência artificial.

Com informações do portal NEXO

Aluísio Lacerda

Biografia Advogado e Jornalista.

Descrição Informação e opinião.

todos os blogs

mais lidas