câmbio:

DÓLAR R$ 3.2417 EURO R$ 3.9863

Tempo, natal:

27°C

Geral

SAÚDE

19/01/2018

07:20

Saúde discute parceria com representantes da Unicat

Reunião debateu proposta para disponibilizar a aplicação do medicamento Palivizumabe

Por Redação

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

A Secretaria Municipal de Saúde recebeu na quarta-feira (17) os representantes da Unidade Central de Agentes Terapêuticos (UNICAT) para conversar sobre proposta de parceria para disponibilizar na rede de saúde municipal, a aplicação do medicamento Palivizumabe em recém-nascidos prematuros extremos, 28 semanas de gestação, que são cardiopatas ou bronco-displásicos.

De acordo com o coordenador do Componente Estratégico de Assistência Farmacêutica, Thiago Vieira, o medicamento Palivizumabe é distribuído pelo Ministério da Saúde ao Estado para a prevenção da infecção pelo Vírus Sincicial Respiratório (VSR). “Precisamos dessa parceria com a SMS para viabilizar o acesso da aplicação do medicamento Palivizumabe, que aumenta a proteção de bebês com esses tipos de condição clínica, conferindo imunidade contra o VSR”.

A proposta da Unicat é que a SMS possa ampliar e assumir com algumas unidades de saúde a aplicação desse medicamento para facilitar o acesso a imunidade contra o Vírus Sincicial Respiratório na rede pública municipal, para crianças que são cardiopatas ou bronco-displásicos.

A secretária municipal de saúde, Saudade Azevedo, mostrou-se receptiva e prometeu estudar a proposta com os gestores para verificar a possibilidade da viabilização na SMS.

Thiago explicou que o medicamento é enviado ao Estado pelo Ministério da Saúde e seria entregue a SMS sem custo para o município e SMS ficaria responsável pela logística da aplicação desse medicamento junto aos pacientes.

O vírus Sincicial Respiratório circula entre os meses de fevereiro e julho no estado do RN. As aplicações do medicamento são feitas durante a circulação do vírus e são limitadas a cinco aplicações por ano. A criança ao nascer e se enquadrada nessas categorizações de condições clínicas, é imunizada até um ano se for prematuro extremo, e se enquadrados nas duas condições clínicas até dois anos.

Participaram ainda da reunião, a farmacêutica da UNICAT, Marlene Paiva, a diretora do Departamento da Assistência Farmacêutica, Indyanara Altoé; a diretora do de Atenção Básica, Ana Paula Queiroz; do Departamento Atenção Especializada (DAE), Renata Silva, entre outros representantes.

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

últimas notícias

+ Lidas

recomendamos

comentários

Ao comentar, o leitor concorda com nossas regras e política de privacidade. Veja aqui

O espaço de comentários do Portal no AR pode ser moderado. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. anônimas ou assinadas com e-mail falso;
8. fora do contexto do portal.

O Portal no AR:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;
3. não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros.
4. se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.