• câmbio
    dólar R$
    euro R$
  • tempo, natal/rn
    25ºc
Trote?

Secretaria abre diligência para apurar operação em casa do filho de Lula

Ação policial procurou sem nada encontrar drogas na casa do filho do ex-mandatário

O secretário da Segurança Pública do estado de São Paulo, Mágino Alves Barbosa Filho, determinou hoje (11) a instauração de procedimento administrativo para apurar em que condições ocorreu a diligência de busca e apreensão realizada ontem na casa de Marcos Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula. O delegado responsável pela diligência também foi afastado do caso.

Ontem, a casa de Marcos Cláudio, em Paulínia, no interior paulista, foi alvo de uma diligência de busca e apreensão realizada pela Polícia Civil. O mandado para a ação foi emitido pela juíza Marta Brandão Pistelli, da 2ª Vara do Foro de Paulínia.

Segundo o pedido da Polícia Civil para a autorização da busca e apreensão, uma denúncia anônima apontou que o endereço estava sendo utilizado para armazenamento de grande quantidade de drogas e armas. O pedido dizia ainda que investigadores permaneceram em campana no endereço citado, percebendo grande movimentação de pessoas.

De acordo com a juíza Marta, o pedido não identificava o morador da residência e veio instruído com documentos e relatório firmado por três investigadores. Além disso, a solicitação foi remetida ao Ministério Público, que opinou favoravelmente ao deferimento da busca e apreensão.

“Nada relacionado ao tráfico de drogas foi encontrado. A autoridade policial deliberou por apreender documentos e computadores, sob o argumento de possível relação com o crime investigado. Na data de hoje, após pedido formalizado pelo advogado constituído pelo Sr. Marcos, foi deferida a restituição de todos os objetos apreendidos, dada a ausência de relação com o objeto do processo”, disse a juíza em nota.

O advogado do ex-presidente Lula, Cristiano Zanin Martins, criticou a ação da polícia e a classificou como abusiva. “A busca e apreensão, feita a partir de denúncia anônima e sem base, não encontrou no local o porte de qualquer bem ou substância ilícita, o que é suficiente para revelar o caráter abusivo da medida”.

RECOMENDAMOS

LONGE DO ÁLCOOL

Alcoólicos Anônimos faz 70 anos e lança aplicativo

DANIELA MERCURY

'Nossa democracia e a vida das mulheres estão em risco'

ASSEMBLEIA GERAL

Na ONU, Trump enaltece aspectos criticados por Temer

NOVOS TEMPOS

Família real britânica celebra primeiro casamento gay

VAGAS DE APOSENTADOS

Natal: Prefeitura nomeia professores efetivos

VEJA AS ATRAÇÕES

Arena de Shows da Festa do Boi 2018 terá novidades

VIOLÊNCIA

Organizadora de grupo contra Bolsonaro é agredida

"APOIO BRANCO"

PSL cancela evento mas mantém apoio a candidatos

comentários

ANUNCIE JÁ!

RUA DESEMBARGADOR BENÍCIO FILHO, N° 465 PETRÓPOLIS CEP: 59014-470

PABX:

2020-1200

REDAÇÃO:

2020-1200

COMERCIAL:

2020-1200

FALE CONOSCO

Nome
TELEFONE
E-MAIL