câmbio:

DÓLAR R$ 3.2524 EURO R$ 3.8212

Tempo, natal:

25°C

Geral

04/03/2016

12:45

SMS adota medidas contra superlotação das UPAs em Natal

Por Alberto Leandro

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

Secretário Luiz Roberto Fonseca apresentou medidas contra superlotação das UPAs (Foto: Heilysmar Lima)

Secretário Luiz Roberto Fonseca apresentou medidas contra superlotação das UPAs (Foto: Heilysmar Lima)

A superlotação das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Natal e também do recém-inaugurado Hospital Municipal de Natal levou a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) a adotar medidas de prevenção aos problemas relacionados ao alto número de atendimentos.

Na manhã desta sexta-feira (04), o secretário da pasta, Luiz Roberto Fonseca, apresentou as medidas tomadas pela Prefeitura. A principal delas é a utilização de contêineres como pontos para hidratação e medicação dos pacientes nas UPAs e nas principais Unidades Básicas de Saúde (UBS).

De acordo com o secretário, os contêineres, que já estão em funcionamento em Cidade da Esperança e Pajuçara, são capazes de atender a 30 pessoas simultaneamente.

Além das unidades em funcionamento, outros contêineres devem começar a operação. Em Cidade Satélite e na UPA de Potengi, a expectativa é para que na próxima semana já estejam disponíveis.

“O custo irrisório. Ao todo, o investimento com os contêineres é R$ 18 mil por mês. Eles são climatizados e vão servir para a hidratação e medicação dos pacientes”, destacou.

Além da capacidade

Fonseca ainda apontou que as UPAs de Natal estão atendendo além da capacidade. Segundo informou, em Cidade da Esperança, por exemplo, a unidade foi feita para 600 atendimentos diários. No entanto, o número médio fica próximo dos 900. Em Pajuçara, que tem o atendimento para 500 pessoas, são 800.

“Tínhamos uma situação de superlotação das unidades e nós identificamos gargalos nas várias fases do atendimento – na chegada do paciente para tirar a ficha, no acolhimento para identificação de risco, na assistência médica e, em especial, na medicação. Nós precisamos aumentar espaço de forma rápida, eficaz e mais barato possível”, declarou.

Para reduzir o caos, a SMS resolveu ampliar o horário de atendimento de dez UBS, duas em cada região sanitária. Nessas unidades, o serviço era disponível até às 16 horas, agora será até às 20 horas.

“Nossos serviços de emergência, como as UPAs e o Hospital Municipal de Natal, funcionam 24 horas. Vamos ampliar o horário das UBS. Nos cinco distritos sanitários de Natal, nós escolhemos duas unidades equidistantes para facilitar o acesso da população. A partir de 15 de março, essas unidades terão o horário estendido, inclusive com a presença de seguranças”, comentou.

Demanda intermunicipal

Para Luiz Roberto, um fator que ocasiona a superlotação das UPAs natalenses é a vinda de pessoas de outros municípios. O secretário pediu para que as prefeituras de outras cidades melhorassem o atendimento para não acarretar em problemas para Natal.

“Algumas cidades estão fazendo a parte delas. Cito como exemplos São Gonçalo do Amarante, Parnamirim e Macaíba. No entanto, ainda continua existindo uma demanda muito grande de pessoas de outros municípios pelos serviços em Natal”, avaliou.

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

últimas notícias

+ Lidas

recomendamos

comentários

Ao comentar, o leitor concorda com nossas regras e política de privacidade. Veja aqui

O espaço de comentários do Portal no AR pode ser moderado. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. anônimas ou assinadas com e-mail falso;
8. fora do contexto do portal.

O Portal no AR:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;
3. não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros.
4. se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.