Geral

POLÍCIA CIVIL

Suspeito morto durante assalto em Candelária participou da morte de PM em 2018

Cabo Melqui Djalcy morreu em 8 de junho de 2018

Por Redação

11 de janeiro de 2019 | 15:55

O suspeito atingido por tiros e que morreu em confronto com a PM em arrastão em uma casa de Candelária, na zona Sul de Natal, teve participação na morte do Cabo da PM, Melqui Djalcy Rodrigues. A informação foi confirmada pela Polícia Civil.

Segundo o delegado Franklin Albuquerque, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Mateus Yang Fernandes Ovídio, 19 anos, foi o responsável por atirar e matar o PM em 8 de junho de 2018.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, um dos três presos da ocorrência desta sexta-feira, em Candelária, também estava envolvido na morte do cabo. Ele estaria dirigindo o veículo que deu apoio ao crime.

Melqui Djalcy Rodrigues tinha 41 anos e foi morto na Avenida dos Caboclinhos, no bairro de Lagoa Azul, na zona Norte de Natal. Ele foi atingido na cabeça, chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

Um terceiro envolvido já havia sido morto em confronto com a PM, poucas horas após o homicídio contra o policial militar.

RECOMENDAMOS

ELAS NO COMANDO

Enem 2018: Mulheres são 76% das notas 1000 na redação

NOVA CASA

América anuncia saída de goleiro titular após 3 jogos

OPERAÇÃO TUBÉRCULO

Vereadores votarão cassação do prefeito de Caicó

TRADIÇÃO E ARTE

Rendeiras da vila de Ponta Negra é tema de documentário

ENCONTRO

Governo discute com FGV medidas para melhorar Educação

MUDANÇA

Força e Luz é o primeiro time a demitir técnico

Filmes serão exibidos na UFRN
ENSINO SUPERIOR

Sisu disponibiliza mais de 13 mil vagas no RN

APOSENTADORIA?

Karl Lagerfeld não encerra desfile da Chanel em Paris

comentários

ANUNCIE JÁ!

RUA DESEMBARGADOR BENÍCIO FILHO, N° 465 PETRÓPOLIS CEP: 59014-470

PABX:

2020-1200

REDAÇÃO:

2020-1200

COMERCIAL:

2020-1200

FALE CONOSCO

Nome
TELEFONE
E-MAIL