câmbio:

DÓLAR R$ 3.2979 EURO R$ 3.8891

Tempo, natal:

28°C

Cotidiano

Dicas

09/10/2017

18:20

Três práticas para fazer da tecnologia uma aliada na educação dos filhos

A ação faz parte da programação que acontece entre os dias 8 e 15 de outubro

Por Redação

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

As quatro dores do pai moderno são relacionadas ao dinheiro, ao tempo, aos limites e, obviamente, à tecnologia. Esse é o ponto de vista de Marcos Piangers, autor do livro “O Papai é Pop” e convidado do Kurotel – Centro Médico e Spa de Longevidade de Gramado para palestrar sobre o tema “Do que meus filhos precisam?” na “Semana das Famílias”.

A ação faz parte da programação que acontece entre os dias 8 e 15 de outubro no Kurotel e tem como objetivo promover uma imersão no aprendizado sobre saúde e bem-estar para fomentar a união familiar por meio de atividades realizadas em conjunto. Há diversas possibilidades planejadas pela equipe do Spa que passa atualmente por um processo de ampliação de sua estrutura para oferecer ainda mais conforto e exclusividade na prestação dos serviços. Além da palestra, constam na programação atividades recreacionais como exercícios físicos realizados em um circuito funcional lúdico, contato com a horta e a natureza para um aprendizado sobre a importância dos alimentos na saúde, aula de culinária, caça ao tesouro, passeio ao Gramado Zoo, entre outras.

A escolha das práticas durante a “Semana das Famílias” não foi aleatória e tem muito a ver com o perfil de trabalho de Marcos Piangers e do Kurotel que, em uma era de redes sociais, defendem o aproveitamento máximo do tempo disponível com qualidade, prezando pelo equilíbrio no uso da internet.

Confira abaixo como as sugestões dos especialistas sobre o tema para não se tornar refém das tecnologias:

1. Instant feedback não é padrão

“O mundo em que tudo é respondido na hora que você quer, também é um mundo que te torna mais impaciente, menos empático, menos gentil e menos educado”, diz Marcos, que falará sobre esse e outros aspectos das suas experiências paternas como papai de Anita e Aurora durante o evento no Kurotel. Segundo ele, os pais acabaram colocando a tecnologia na frente dos filhos ainda com meses de idade, além de se viciar nesse sistema. “Isso faz com que os nossos filhos também achem que o instant feedback é o padrão e, que muitas vezes, a falta de gentileza e educação é o padrão.

2. Não seja refém dos devices

Para Marcos, é importante que os pais se policiem para não ficarem simplesmente viciados nos devices, olhando para tela o tempo todo, achando que é primordial uma resposta do whatsapp ou de um e-mail e que isso é mais significativo que a presença do seu filho. “Tantos pais trocam o sorriso do filho pelo sorriso de outra criança no Instagram, um pôr do sol que está na frente dele por um pôr do sol que está dentro da rede social”, conta.

3. Gaste com o tempo com qualidade

Aproveitar o tempo de maneira otimizada é o desejo de 10 entre 10 pessoas, mas como fazer isso? “A vida é composta de vários fatores, não somente atividades profissionais: deve-se ter momento para trabalho, estudo, lazer, família, afetividade, espiritualidade, gerenciamento financeiro. A partir do momento que foco somente em uma área em detrimento da outra, gera-se um desequilíbrio. O advento da tecnologia otimizou o tempo de chegada e saída das informações, mas é necessário impor limites”, sugere Mariela Silveira, diretora médica do Kurotel, especialista em Terapia Cognitiva Comportamental. “Acho importante entender que tudo isso é muito novo e que nós, mesmo sendo adultos, somos imaturos no relacionamento com a tecnologia e redes sociais. Eu tenho a convicção que é mais saudável gastar tempo de qualidade com seu filho, olho no olho, com bastante brincadeira: quanto mais analógico, melhor”, completa Marcos sobre aproveitar os momentos em família com qualidade, já que eles passam realmente muito rápido.

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

últimas notícias

+ Lidas

recomendamos

comentários

Ao comentar, o leitor concorda com nossas regras e política de privacidade. Veja aqui

O espaço de comentários do Portal no AR pode ser moderado. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. anônimas ou assinadas com e-mail falso;
8. fora do contexto do portal.

O Portal no AR:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;
3. não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros.
4. se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.