gastronomia 01/12/2016 16:13

Fusão de Mestres

Por Roberta Pimenta

Compartilhar } 0 Compartilhamentos

A chef alagoana Simone Bert é uma referência quando se fala de gastronomia Nikkei (a culinária existe há mais de 100 anos no Peru, que em 1899 recebeu a primeira leva de imigrantes japoneses da América Latina, após a assinatura de um tratado entre os dois países. Milhares de japoneses chegaram para trabalhar como agricultores nas plantações de açúcar do Peru. Em vez de retornar para o Japão, quando os seus contratos terminaram, muitos permaneceram na região à procura de outro trabalho. A culinária Nikkei combina ingredientes antigos e de alta qualidade, transformando os pratos peruanos, ao usar sabores e técnicas japonesas. O resultado é uma cozinha com muita personalidade e identidade individual. Ela tem se tornado cada vez mais popular e tem evoluído ao longo dos anos, transformando-se em uma gastronomia criativa, exótica e muito rica em aromas e sabores).

DSC_0315

Simone possui uma larga experiência culinária, discípula dos maiores chefs peruanos como Gastón Acúrio, maior expressão da culinária peruana no mundo, proprietário da rede La Mar e de Humberto Sato criador da fusão da culinária Nikkei e esse ano comemorou 20 anos do seu restaurante Wanchako, em Maceió considerado o melhor restaurante peruano fora do Peru, segundo Carlos Ferreirinha, especialista do mercado de luxo no Brasil. Ela esteve em Natal recentemente a convite de um discípulo, o chef Eduardo Rejala para um jantar Nikkei há quatro mãos, com menu de seis passos, que fez uma viagem aos sabores contemporâneos da gastronomia do Peru, no novíssimo restaurante Hamachi, do qual Eduardo é o chef consultor. O local é dos sócios Tiago Gadelha, Heitor Almeida e Felipe Fonseca, executivo de uma multinacional do ramo de bebidas e empresários do setor de eventos, respectivamente, sendo que a princípio tinham a ideia de um restaurante oriental mas foram convencidos pelo chef Rejala a apostar na tendência gastronômica do Nikkei e assim têm agora um restaurante que trouxe algo exclusivo para a cidade.

DSC_0341

Eduardo faz uma cozinha de fronteira com assinatura (culinária dos países vizinhos ao Brasil como Chile, Peru e Equador), ele busca nesses lugares sabores e cores para criar seus pratos, para os três restaurantes em Campo Grande (Mato Grosso do Sul), onde mora e conheceu Simone em 2015, depois de morar em Portugal por quatro anos. Na volta estagiou em importantes casas do Brasil, como o Suri Bar & Cevicheria, em São Paulo, do chef colombiano Dagoberto Torres, e teve passagem pelo Wanchako, da chef Simone Bert. Seu próximo empreendimento gastronômico será uma casa de comida latina.  Segundo ele a ideia de intercambio de chefs, no Hamachi vai permanecer em 2017, a cada três/quatro meses, um será convidado. Mas se cogita uma segunda edição com a própria Simone Bert.

 

DSC_0288

Mas vamos ao jantar Nikkei a quatro mãos. Desfrutar dessa explosão de sabores nos encheu de gratidão e prazer.  O menu degustação começou com o Tiradito Wanchakero, feito com peixe branco, camarão e cebolas. Tudo muito leve e saboroso.  Passando para a segunda entrada, um Tartar de Salmão Trufado, com a excelente qualidade do peixe, engrandecido pelo aroma peculiar da trufa, que deu um toque refinado ao prato. O terceiro prato da noite foi o Ceviche Hermoso de atum marinado no leche de tigre, servido sobre cama de purê de batata doce e finalizado com cebolas, creme de tamarindo e óleo de gergelim. Prato espetacular, suave e com muitos sabores. Na sequência, foi servido um Polvo grelhado com batatas, banhadas com creme de queijo coalho e pisco, finalizado com missô e camarão grelhado no palito. Uma apresentação das mais bonita, este prato surpreende muito nos sabores. O polvo estava bem macio e gostoso, assim como o camarão. O creme de queijo dá uma leveza ao prato e remete ao nosso sabor nordestino. Em seguida veio o carré de cordeiro com pasta de macaxeira picante em salsa agridoce de Blue Berry, encerrando a sequência dos pratos salgados. O carré também estava macio e saboroso e sem aquele aroma intenso do cordeiro, confesso que me rendi e olhe que nem fã de cordeiro eu sou. O mix ficou equilibrado por causa da pasta de macaxeira e a salsa agridoce. A cereja do bolo veio com uma sobremesa tropical, cara de verão com todas as cores e sabores, uma Torta de Graviola acompanhada de um manjar de leite real e calda de manga. Uma fruta tão nossa a graviola surpreendeu os e foi ressaltada pela manga. Foi surpreendente, uma verdadeira experiência gourmet, de inspiração importada mas com perfume nordestino!

FOTOS: JANINE FRANÇA

DSC_0301

 

DSC_0322

 

DSC_0334

DSC_0348

 

DSC_0354

 

 

Onde encontrar essas delicias?

 Hamachi Restaurante

Av. Praia de Ponta Negra, 8884

Ponta Negra – Natal/RN

Fone: (84) 2010-2090

Instagram: @hamachirestaurante

Facebook: /hamachirestaurante

DSC_0293

 

DSC_0359

 

DSC_0364

 

DSC_0367

DSC_0358

Janine França, a chef Simone Bert e essa colunista.

Janine França, a chef Simone Bert e essa colunista.

Compartilhar } 0 Compartilhamentos
Roberta Pimenta

Biografia Graduada em Administração de Empresas, com especialização em Comunicação de Moda e Comércio Exterior pelo Instituto Metodista de Ensino Superior/SP, atuando no mercado de moda e beleza há 20 anos como consultora (marketing de moda e pessoal, etiqueta no trabalho, visual), jornalista, produtora, palestrante e professora (UNP, SENAI, SENAC).

Descrição Vamos falar Tudo sobre moda, design, beleza, decoração e o mais que faz bem a alma e o coração.

(84) 988 231 419

todos os blogs

mais lidas

Clima Junino

06/06/2017 15:31

Soluções Sustentáveis

01/06/2017 10:00

Namorados Fitness

09/06/2017 18:02

Mercado do Luxo em Alta

01/06/2017 11:00