Brasil e Mundo

RECOMENDAÇÃO

Vacinação contra febre amarela será ampliada para todo o Brasil

Determinação é do Ministério da Saúde e conta com o aval da Organização Mundial da Saúde

Por Estadão Conteúdo

21 de março de 2018 | 07:07

Todo território brasileiro será considerado como área de recomendação para vacina contra febre amarela e a ampliação das áreas de cobertura será feita de forma gradual. A determinação é do Ministério da Saúde e conta com o aval da Organização Mundial da Saúde. São Paulo, Rio e Bahia, que já realizam uma campanha em áreas consideradas prioritárias, deverão manter a iniciativa e estender para toda população. Nesses três Estados, a imunização será feita com doses fracionadas, com um quinto de imunizante que é usado na dose integral. Nos demais Estados, serão usadas doses integrais da vacinal.

“É evidente que o vírus amplia seu espaço a cada ano. Vamos procurar oferecer cobertura a todos os brasileiros”, afirmou o ministro da Saúde, Ricardo Barros. A iniciativa de estender a vacinação para toda população já havia sido anunciada pelo governo do Estado de São Paulo. A expectativa é de que até julho toda população paulista esteja imunizada. A mesma estratégia será adotada em outros Estados.

Para atender o aumento da oferta de vacina fracionada, uma nova compra de seringas especiais será feita, com 15 milhões de unidades. Além disso, um reforço de outros 15 milhões está chegando ao País. Barros, que na próxima semana deixa o cargo para disputar a reeleição para uma vaga na Câmara dos Deputados, não quis falar sobre a situação de febre amarela do País.

Questionado se, agora que o número de casos da doença já superou o registrado durante todo o ano passado, ele reconhece que o País enfrenta um surto da doença, Barros dirigiu a resposta para seu secretário de Vigilância em Saúde, Adeilson Calvalcante, que também não falou sobre o surto. “O que queremos é evitar que situação se repita nos próximos anos”, disse.

A partir de julho, a vacinação será estendida para o Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul. A expectativa é de que, até abril do próximo ano, 1.586 municípios estejam incluídos na área de recomendação da vacina, atingindo todo território nacional.

A ampliação da recomendação de vacina foi feita depois da entrada em funcionamento de uma nova fábrica de vacina de febre amarela, em Embu, numa parceria entre o Instituto Biomanguinhos e o laboratório Libbs Farmacêutica. “A produção já começou, agora aguardamos a validação dos lotes pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária.” Questionado sobre qual seria a estratégia caso a produção do imunizante não seja aprovada, o ministro não respondeu.

RECOMENDAMOS

TEMPO

Previsão: Fim de semana deve ter chuva em Natal

EXAME

Pobre tem só 0,16% de chance de estar entre os melhores

REGRAS

ANTT publica nova tabela com valores do frete mínimo

OPERAÇÃO

Polícia apreende R$ 16 mil em casa no Passo da Pátria

CONVOCAÇÃO

Câmara de Natal terá Sessão Extraordinária no dia 23

ESTADUAL

Reunião define plano de segurança para Clássico-rei

CONSERTO

Vazamento em adutora reduz abastecimento de João Câmara

É VERÃO

Fim de semana terá esportes, dança e música em Pirangi

comentários

ANUNCIE JÁ!

RUA DESEMBARGADOR BENÍCIO FILHO, N° 465 PETRÓPOLIS CEP: 59014-470

PABX:

2020-1200

REDAÇÃO:

2020-1200

COMERCIAL:

2020-1200

FALE CONOSCO

Nome
TELEFONE
E-MAIL