Geral

RESSOCIALIZAÇÃO

🔊Presos do sistema penitenciário do RN fazem limpeza de escola

Ação é parte de parcerias para ressocialização de detentos

Por Redação

20 de agosto de 2019 | 17:10

Presos dos sistema penitenciário do RN em limpeza à escola. Foto: Divulgação/SEAP RN

🔊 Ouça a matéria:

Presos do regime semi-aberto do Rio Grande do Norte foram convocados para realizar serviços de manutenção e limpeza na escola estadual Professor Otto de Brito Guerra, que funciona no Caic de Ceará Mirim, na Grande Natal. O trabalho na escola teve início na quinta-feira (15) e faz parte de parceria entre a Seap e a Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer (Seec/RN), por meio da direção da unidade de ensino.

A manutenção é feita por internos do regime semi-aberto, os quais foram escolhidos de acordo com o comportamento e perfil. Eles estão realizando a limpeza do mato e serviços gerais, com perspectiva de continuar na pintura e revisão das instalações hidráulicas.

O secretário estadual da Administração Penitenciária (Seap/RN), Pedro Florêncio Filho, explica que este tipo de parceria pode ser ampliada com benefícios para a sociedade e às pessoas privadas de liberdade, por isso, alguns projetos estão em andamento com a Seec e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesap/RN). “Um dos projetos prevê a manutenção de macas de hospitais públicos em oficinas dentro de unidades prisionais ou a recuperação de carteiras escolares, ou até mesmo reforma dos prédios públicos”, comentou.

RECOMENDAMOS

FERIADO

Proclamação da República completa 130 anos

RECOMENDAÇÃO

Palestrante da Arena Sebrae orienta estratégia digital

NEGÓCIOS

Sebrae e Caixa fortalecem apoio a micro empresas do RN

POLÍCIA CIVIL

Delegados do RN decidem manter paralisação parcial

AUGUSTO SEVERO

Prefeito autoriza que aeroporto vire centro cultural

PLANO DIRETOR NO AR

Câmara retoma Fórum do Plano Diretor na segunda-feira

PREVISÃO

Lula diz que PT vai polarizar eleições em 2022

PARA A CHINA

Após acordo, melão produzido no RN pode ser exportado

comentários