Política

DESVIO DE R$ 18 MILHÕES

Acusado de peculato e lavagem de dinheiro, Temer vira réu pela 2ª vez

Juiz Marcelo Bretas aceitou as duas denúncias feitas pelo MPF, semana passada

Por Isabela Vieira/Agência Brasil

2 de abril de 2019 | 17:33

O ex-presidente Michel Temer se tornou réu nesta terça-feira (2) em processo que teve origem na Operação Lava Jato. O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, aceitou as duas denúncias contra o ex-chefe de Estado feitas pelo Ministério Público Federal, semana passada, no Rio.

Temer responderá por corrupção passiva, peculato (quando funcionário público tira vantagem do cargo) e lavagem de dinheiro por desvios em obras da Usina Angra 3, no sul fluminense. Ele já é réu em processo por corrupção envolvendo o grupo JBS – conhecido como o caso da mala.

Nas duas denúncias oferecidas pelo MPF, o desvio calculado é de R$ 18 milhões das obras de Angra 3, além de pagamento de propina de R$ 1,1 milhão.

Também viraram réus João Baptista Lima Filho, o coronel Lima, considerado operador financeiro do ex-presidente, e o ex-ministro emedebista Moreira Franco.

RECOMENDAMOS

MANIFESTAÇÃO

Policiais e bombeiros realizarão protesto nesta terça

PREOCUPAÇÃO

Chuva deixa outra ponte no interior sob risco de cair

ACIDENTE ANIMAL

Motoboy atropela jumento e os dois ficam feridos

TRAGÉDIA

Incêndio na Notre-Dame completa uma semana

NOVA GESTÃO

Humorista vence eleição presidencial na Ucrânia

TERROR

Número de mortos em ataques no Sri Lanka sobe para 290

FIM DE FESTA

PM acaba com festa de facção na zona Oeste de Natal

PREVISÃO DO TEMPO

RN deve ter mais chuva nos próximos dias

comentários