Geral

JUSTIÇA

Acusados de participação no assassinato de F. Gomes são condenados

Julgamento foi concluído após quatro adiamentos

Por Redação

17 de abril de 2019 | 11:20

Radialista foi morto em 2010, deixando três filhos e a esposa - Foto: Reprodução

O júri popular dos acusados de planejar a morte do radialista F. Gomes foi concluído nessa terça-feira, 16, após quatro adiamentos. O ex-pastor Gilson Neudo Soares do Amaral e o comerciante Lailson Lopes, conhecido como ‘Gordo da Rodoviária’, foram condenados a 14 anos de prisão por homicídio duplamente qualificado.

O julgamento ocorreu no Fórum Desembargador Miguel Seabra Fagundes, em Lagoa Nova, zona Sul de Natal. Gilson do Amaral, que já estava preso, seguirá no regime fechado, enquanto Lailson Lopes terá direito de recorrer ao julgamento em liberdade.

Francisco Gomes de Medeiros, conhecido como ‘F. Gomes’, foi assassinado em 18 de outubro de 2010 em Caicó, na região Seridó Potiguar, atingido por três disparos de revólver na calçada de casa. Ele trabalhava na rádio Caicó AM e tinha 46 anos quando foi morto, deixando três filhos e a esposa.

De acordo com informações do portal G1 RN, o Ministério Público afirma que os acusados de participar da morte do radialista faziam parte de um ‘consórcio’ de pessoas que se juntaram para assassinar F. Gomes. Foram denunciados o mototaxista João Francisco dos Santos, o ex-pastor Gilson Neudo, o comerciante Lailson Lopes, o advogado Rivaldo Dantas de Farias, o tenente-coronel da Polícia Militar Marcos Antônio de Jesus Moreira e o soldado da PM Evandro Medeiros. Os dois militares foram excluídos do processo pelo MP por não serem considerados réus.

O advogado Rivaldo Dantas de Farias aguarda em liberdade a data, a ser definida pela Justiça, para ir ao banco dos réus. O mototaxista João Francisco dos Santos, conhecido como ‘Dão’, admitiu ter puxado o gatilho na morte de F. Gomes e foi condenado a 27 anos de prisão no regime fechado, em 2013. A defesa recorreu da sentença e a pena foi reduzida para 21 anos.

RECOMENDAMOS

CINEMA

Governo Federal nomeia filme para concorrer ao Oscar

VIGILÂNCIA

ANP diz estar atenta a preços abusivos de combustíveis

RISCO PARA ECONOMIA

Indústria do sal aponta prejuízos de portaria do ICMBio

DE SAÍDA

No último dia, Dodge contesta decisões de Bolsonaro

INCÊNDIO FLORESTAL

Bombeiros neutralizam mais focos de incêndio em Patu

PREVIDÊNCIA

PMs podem integrar reforma de militares

NOITE DE TERROR

Homens rendem vítimas e fazem arrastão em casa

PREVENÇÃO

Vacina da dengue está na última fase de testes

comentários