Geral

INOVAÇÃO

Adotar energia solar é opção para reduzir custos

Retorno do investimento ocorre em cinco anos, dizem especialistas

Por Redação

19 de setembro de 2019 | 10:06

Foto: Wellington Rocha/PortalNoAr

Adotar uma fonte de energia limpa e sustentável, preservar os recursos naturais com baixo impacto ambiental, obter financiamento e, ainda por cima, economizar na conta mensal de luz em médio prazo. Esses são alguns dos argumentos para empresários e consumidores domésticos trocar o sistema de fornecimento tradicional de energia para o sistema solar. Esse tipo de fonte energética tem avançado no Rio Grande do Norte. Hoje, o estado já possui mais de 1.300 edificações com sistemas solares já conectados à rede. A potência de geração distribuída cresceu de 21 MW para 23,4 MW de agosto para setembro segundo a Associação Brasileira de Energia Fotovoltaica (ABSolar). E os especialistas consideram, a substituição vale a pena.

“O valor do financiamento para instalação dos equipamentos e painéis normalmente é inferior ao valor que o consumidor residencial ou empresarial paga à concessionária de energia elétrica pela conta mensal”, explica a gerente da Unidade de Desenvolvimento Setorial do Sebrae no Rio Grande do Norte, Lorena Roosevelt. Segundo ela, o retorno do investimento ocorre em média em cinco anos, quando o financiamento é quitado é o consumidor fica sem custos para geração da energia mensal.

Outra vantagem é que há recursos disponíveis para financiar os projetos de instalação e a adoção de sistemas de energia solar reduz as perdas e posterga os investimentos em transmissão e distribuição de energia. “O consumidor pode utilizar a potência gerada excedente em outras unidades que não seja a de implantação, já que toda energia gerada é depositada na rede de distribuição”.

Para mostrar todas as vantagens desse tipo de sistema elétrico e facilitar a contratação de financiamento para essa operação, o Sebrae realiza o Encontro de Negócios do Setor Fotovoltaico no dia 23, na sede da instituição. Para participar do encontro, basta se inscrever no site http://forumenergias.com.br/ e levar uma conta de luz. O evento vai reunir em um mesmo ambiente os agentes financeiros com linhas de crédito voltadas para essa matriz, avaliadores de viabilidade de projetos de instalação e as empresas integradoras – aquelas que fazem a instalação e manutenção dos painéis fotovoltaico – para retirar todas as dúvidas de quem pretender adotar esse sistema.

Estudos de viabilidade

Durante o evento, técnicos do Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis (CTGAS-ER) farão para os participantes estudos de viabilidade para implantação dos painéis fotovoltaicos, que ajudam no momento da contratação da implantação.

“Para adotar o modelo de painéis solares, o consumidor pode levar em consideração o índice e o potencial que tem na nossa região e a redução da conta de energia, que é possível utilizando uma fonte renovável. Quando o consumidor faz uma simulação e analisa o investimento que será necessário para ter a sua própria geração de energia, ele tem mais condições de analisar se vale a pena. Por isso, a participação dos técnicos da CT Gás –ER é muito importante”, explica Maezia Teodora, que coordena o encontro. O Banco do Nordeste, a SICOOB, a Caixa e o Banco do Brasil vão estar presente no encontro para apresentar as linhas de crédito e facilitar a futura contratação do financiamento.

O encontro vai reunir no Sebrae no Rio Grande do Norte as empresas integradoras (Fidias Engenharia, Yellowgreen Engenharia, M&R Engenharia, Ashton Comércio e Serviços, R. P. Engenharia, SMART – Energias Renováveis, Megga Solar, Gouveia Engenharia, Fhoton, H&B Soluções (Mossoró), Servindu (Mossoró), Gerar, Solist, W.T, IT Solar, Brasolar, New Energy, Natal Sol Energy, Jopavi e Hometec Soluções Inteligentes – que vão apresentar equipamentos e os custos para instalações das células fotovoltaicas. Trata-se de uma oportunidade para conversar abertamente sobre a viabilidade da adoção desse tipo de energia e tirar dúvidas sobre custos e financiamentos.

RECOMENDAMOS

FESTA AGROPECUÁRIA

Começa 57ª Festa do Boi em Parnamirim

AÇÃO DE COMBATE

Idema convoca reunião para debater óleo nas praias

PLANO DIRETOR NO AR

Plano Diretor de Natal só chegará à Câmara em 2020

REELEIÇÃO

Damares preve 12 anos de Governo Bolsonaro

ÓLEO NO MAR

"Navio Fantasma" é suspeito por óleo nas praias do NE

BONS DE NEGÓCIO

Cadastro Positivo: Bons pagadores podem chegar a 90 mi

NEGÓCIOS

FENECITI: João Câmara recebe próxima edição em novembro

FICI 2019

Festival de Cinema Infantil chega a Natal neste mês

comentários