Geral

PREOCUPAÇÃO

Após caso confirmado, RN investiga quatro suspeitas de sarampo

Um deles foi confirmado no primeiro exame e aguarda resultado do segundo teste

Por Heilysmar Lima

14 de agosto de 2019 | 17:58

Foto: Divulgação/Ministério da Saúde

Depois de confirmar o primeiro caso de sarampo em 19 anos, o Rio Grande do Norte está com outras quatro suspeitas da doença. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap-RN), um caso é considerado provável e outros três ainda estão sendo investigados.

O caso provável é de uma criança de um ano e seis meses, que está internada no Hospital Maria Alice Fernandes, na zona Norte de Natal, desde o último domingo (11). Segundo Alessandra Lucchesi, Subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica da Coordenação de Promoção à Saúde, o primeiro exame feito na menina atestou o vírus do sarampo. No entanto, a suspeita só será confirmada após o resultado de um segundo teste realizado no Rio de Janeiro.

“O caso provável ainda não é confirmado. Ele tem um dos exames reagentes para o sarampo, mas falta o outro procedimento relacionado as outras secreções que foram enviadas para análise no laboratório de referência nacional”, destacou Alessandra.

A menina é natural de Tibau do Sul, no litoral Sul potiguar, e não teve contato com o paciente do único caso confirmado até agora. No entanto, o pai dela, de 19 anos, está entre as pessoas investigadas, mas as amostras coletadas ainda estão em análise, conforme informou a Sesap. “A gente acredita que o pai foi o possível transmissor para a filha.”

Segundo a secretaria, ela não está mais no período em que pode transmitir a doença, mas ainda segue no hospital pois ainda necessita de acompanhamento médico.

Outros casos investigados

Os outros dois casos ainda em investigação foram relatados em Macaíba, em um menino de 6 anos, e em Extremoz, em uma moça de 19 anos. De acordo com a Sesap, em ambos os casos, os testes iniciais indicaram reagentes de sarampo e também de outros vírus.

“Todo caso suspeito demanda uma investigação. Então, casos em investigação são todos aqueles que apresentaram sintomatologia suspeita para sarampo. Foram pessoas que apresentaram manchinhas vermelhas na pele, associadas à febre e outros sintomas – coriza, conjuntivite, tosse ou manchinhas na mucosa da boca”, disse Alessandra.

Além do caso do confirmado, do provável e dos três investigados, o RN possui ainda outros casos já descartados. Neles, os exames não apontaram a presença do vírus do sarampo.

RECOMENDAMOS

SEGURANÇA DAS ESTRUTURAS

CBM já vistoriou mais de 4 mil estruturas em 2019

ENCANTO

Justiça condena ex-prefeito, tesoureira e empresa

PROGRAMAÇÃO RELIGIOSA

13º Consagra-te reunirá fiéis neste fim de semana

TRAGÉDIA

Sobe para 4 o número de mortos em desabamento

ÚLTIMA CHAMADA

Inscrições para Corrida Noturna do Sesi vão até amanhã

SONDAGEM

Juros altos são maior obstáculo na obtenção de crédito

ATRITOS NO PARTIDO

Bolsonaro é gravado articulando troca de líder do PSL

TRABALHO

Empresas poderão contratar mão de obra de presos no RN

comentários