Esportes

DE VOLTA

Argentina confirma Messi e Agüero na Copa América

Argentinos estreiam no dia 15 de junho, contra a Colômbia

Por Estadão Conteúdo

21 de maio de 2019 | 15:39

Foto: Divulgação

Com as presenças confirmadas de Lionel Messi e Sergio Agüero, mas sem Mauro Icardi para o ataque e gremista Walter Kannemann para o setor defensivo, a Argentina anunciou oficialmente nesta terça-feira a lista final de 23 convocados para a Copa América, que será realizada no Brasil entre os dias 14 de junho e 7 de junho.

O técnico Lionel Scaloni cortou dez nomes da lista prévia de 32 atletas anunciados na semana passada e ainda incluiu o defensor Milton Casco, do River Plate, como novidade para o torneio continental. O comandante acabou mantendo nesta listagem derradeira Paulo Dybala, da Juventus, e Matías Suárez e Lautaro Martínez, ambos do River Plate, como outros nomes para o setor ofensivo. Eles estão entre os cinco atacantes confirmados ao lado de Messi, do Barça, e Agüero, do Manchester City.

Já Icardi, da Inter de Milão, e Ángel Correa, do Atlético de Madrid, acabaram sendo descartados por Scaloni, que também optou por não levar o lateral Gabriel Mercado, do Sevilla, e o zagueiro Kannemann, do Grêmio, para o Brasil.

Os outros atletas cortados da lista final pelo treinador da seleção argentina foram os goleiros Juan Musso (Udinese) e Gerónimo Rulli (Real Sociedad), além dos meio-campistas Matías Zaracho (Racing), Gonzalo Martínez (Atlanta United), Maximiliano Meza (Monterrey) e Iván Marcone (Boca Juniors).

Icardi acabou pagando um preço alto pelo período de afastamento da Inter de Milão, que ele voltou a defender recentemente depois de entrar em conflito com o clube durante o processo de renovação do seu contrato. Já Kannemann não entrou na lista final após ter sofrido uma lesão na lombar.

O capitão Messi, o meia-atacante Angel Di María, do PSG, e Agüero são os integrantes convocados da “velha guarda” da seleção argentina que jogou e perdeu três finais seguidas: a da Copa do Mundo de 2014, no Brasil, e das edições de 2015 e 2016 da Copa América.

Na competição que será realizada no Brasil entre junho e julho, a Argentina tentará encerrar um incômodo jejum de 26 anos sem títulos com a sua seleção principal – o último foi o da Copa América de 1993.

Os argentinos integrarão o Grupo B do torneio em solo brasileiro e estrearão no dia 15 de junho, contra a Colômbia, na Fonte Nova, em Salvador. Em seguida, vão encarar o Paraguai no dia 19, no Mineirão, em Belo Horizonte, e fecharão a sua participação na primeira fase no dia 23, contra o Japão, na Arena Grêmio, em Porto Alegre.

RECOMENDAMOS

BRAÇOS CRUZADOS

PM entra em greve por reajuste 'impossível' de 60%

EM CARTA

Presidente do BNDES pede demissão após ameaça de Bolson

FUTEBOL

ABC perde na estreia de Roberto Fernandes

PREVIDÊNCIA

Parecer da reforma é bem recebido pelo mercado

LUTO

Mundo político homenageia jornalista Allan Darlyson

OPERAÇÃO BROADWAY

PF investiga estelionato contra Caixa Econômica Federal

FUTEBOL

Tite afirma que seleção mereceu vaias na estreia

DINHEIRO

Governo do Estado inicia pagamento de junho na segunda

comentários