Cultura

Arquivo Público Estadual sofre com a chuva e o abandono

Por asmerdasqueeupenso

23 de abril de 2015 | 12:28

Subcoordenador do Arquivo Público, Cláudio Galvão mostra as poças d água   após as chuvas

Subcoordenador do Arquivo Público, Cláudio Galvão mostra as poças d água após as chuvas

É de penúria e abandono a situação do Arquivo Público Estadual, localizado na Avenida Coronel Estevam, Alecrim, onde estão guardados os documentos oficiais do Rio Grande e grande parte da memória impressa do Século 20.

O prédio não apresenta as condições necessárias para abrigar o imenso acervo e exibe buracos nos tetos, vazamentos  poças d´água  documentos em decomposição, equipamentos sucateados que armazenam centenas de jornais  e ofícios.

A  situação é tão critica que dependências do órgão estão sendo usadas como depósito de sucatas vindas de outras secretarias,

Plásticos colocados pelos funcionários para proteger documentos das chuvas

Plásticos colocados pelos funcionários para proteger documentos das chuvas

“Isso aqui virou um quarto de despejo já muito tempo”, sentencia o subcoordenador do Arquivo Público, professor Cláudio Galvão no cargo desde maio do ano passado. Até a titulação do seu cargo remete a uma espécie de quarto de fundos da administração pública.

O Arquivo Público abriga toda a documentação da administração pública do estado – ofícios, contracheques, decretos e edições da imprensa oficial- notadamente as publicações do jornal a República entre 1897 e 1997. O órgão é vinculado à Secretaria Estadual de Administração.

Diariamente os funcionários lotados fazem o que é possível: se desdobram  entre o atendimento ao público e a conservação dos documentos usando os parcos recursos.

Recentemente uma forte chuva e que derrubou um dos tetos provocando o derramamento de agua sobre as coleções de documentos. A solução foi colocarmos plásticos sobre as estantes para protegê-los, mesmo assim as páginas ficaram umedecidas e  com mofo”, lamenta Cláudio Galvão.

Quanto aos auxiliares o subcoordenador não tem do que se lamentar: “Eles são eficientes sempre disponíveis para ajudar no que podem”. Um deles, José Salvino Sobrinho , é encadernador do arquivo e ajudou a organizar as coleções dos jornais Diário de Natal e Tribuna do Norte.

Cláudio Galvão frisa a  ausência dos estagiários do curso de História da UFRN que realizam o importante trabalho de que limpavam, datavam, etiquetavam e organizam as coleções. “Esse convênio foi suspenso desde janeiro pelo governo e até agora não foi reativado”.

O subcoordenador lamenta também o esquecimentos dos secretários de administração. “Tanto o secretário anterior quanto o atual nunca nos fizeram uma visita”,

Um dos setores do órgão está sendo usado  como depósito de sucatas de equipamentos de outras  secretarias

Um dos setores do órgão está sendo usado como depósito de sucatas de equipamentos de outras secretarias

Edição do Jornal  A República completamente irrecuperável

Edição do Jornal A República completamente irrecuperável

A  esperança do reerguimento do arquivo se apoia no decreto assinado ainda no Governo Rosalba para a transferência para o prédio da Degepol que contará com recursos do Banco Mundial para aquisição de equipamentos.

Todavia, será necessária uma contrapartida do Governo Estadual no valor de R$ 800 mil  para dota a estrutura do novo prédio.

Segundo Cláudio Galvão, até agora não houve sinalização para  a transferência. “ Com isso estamos vendo outras alternativas como a aquisição deu m outro prédio localizado na Avenida Ayrton Senna.

Mas até lá a memória oficial do estado vai padecendo sob a chuva e o mofo.

 

 

RECOMENDAMOS

DESISTIU

Bolsonaro não vai mais indicar filho para Embaixada

CONFUSÃO INTERNA

'Guerra das listas' do PSL tem nomes repetidos

SALDO POSITIVO

RN cria 13.344 mil vagas de empregos em setembro

CRISE NO PSL

Delegado Waldir derrota Eduardo e continua líder do PSL

QUE LUTA!

Leonardo comemora 23 anos de casados com a esposa

CAGED

País criou mais de 157 mil empregos formais em setembro

É TRETA

Bolsonaro decide retirar Joice da liderança do governo

GESTÃO DO PETRÓLEO

Fiern convida ministro de Minas para Seminário

comentários