Brasil e Mundo

CRIME BÁRBARO

Ator de ‘Chiquititas’ é assassinado junto dos pais pelo sogro ao ir na casa da namorada

Os disparos supostamente aconteceram após desentendimento com o pai da namorada de Rafael

Por Redação

10 de junho de 2019 | 09:35

Foto: Reprodução/Instagram e SBT

O ator de Chiquititas Rafael Henrique Miguel, de 22 anos, e seus pais foram assassinados na tarde desse domingo (09), na zona sul de São Paulo. Os disparos supostamente aconteceram após algum desentendimento com o pai da namorada de Rafael, que abriu fogo contra a família do jovem.

De acordo com informações do site G1, Rafael, conhecido por seu papel na novela Chiquititas, e seus pais João Alcisio Miguel, de 52, e Miriam Selma Miguel, de 50 anos, haviam ido à casa da namorada dele conversar sobre o relacionamento. O ator já havia atuado em produções da TV Globo e em comerciais.

 

Resultado de imagem para ator chiquititas rafael namorada

Rafael e a namorada Isabela (Foto: Reprodução/Instagram)

 

O comerciante Paulo Curpertino Matias, de 48 anos, fugiu do local e ainda não foi localizado. O crime foi cometido na Estrada do Alvarenga, no bairro da Pedreira, e o autor está sendo procurado pela polícia.

A Polícia Militar atendeu a um chamado para ocorrência com disparos de arma de fogo às 13h45, de acordo com informações da assessoria de imprensa da corporação. Os corpos foram encontrados em via pública. O caso deverá ser investigado pelo 98º Distrito Policial (Jardim Miriam).

 

https://www.instagram.com/p/BM4TW9SD5C_/

RECOMENDAMOS

COMPETITIVIDADE E INOVAÇÃO

Governo estuda reduzir imposto de produtos tecnológicos

EMOÇÃO E MUITA GENTE

Natal:Público recorde e homenagens encerram São João

BRAÇOS CRUZADOS

PM entra em greve por reajuste 'impossível' de 60%

EM CARTA

Presidente do BNDES pede demissão após ameaça de Bolson

FUTEBOL

ABC perde na estreia de Roberto Fernandes

PREVIDÊNCIA

Parecer da reforma é bem recebido pelo mercado

LUTO

Mundo político homenageia jornalista Allan Darlyson

OPERAÇÃO BROADWAY

PF investiga estelionato contra Caixa Econômica Federal

comentários