Política

CHAFURDO

Audiência com Guedes na CCJ é encerrada depois de tumulto

Ministro e deputado da oposição trocaram ofensas

Por Wellton Máximo/Agência Brasil

4 de abril de 2019 | 07:37

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Depois de seis horas, a audiência pública da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados com o ministro da Economia, Paulo Guedes, acabou sob bate-boca. O presidente da comissão, deputado Felipe Francischini (PSL-PR), encerrou a sessão depois de uma discussão entre Guedes e o deputado Zeca Dirceu (PT-PR).

Num momento em que ainda havia 60 parlamentares inscritos, Dirceu disse que Guedes agia sob dois pesos e duas medidas, referindo-se ao tratamento dado pela proposta de reforma aos aposentados e aos trabalhadores rurais em relação aos mais ricos. Guedes reagiu, dizendo que não admitia esse tipo de comentário. Ambos trocaram ofensas e passaram a bater boca. Francischini tentou acalmar os ânimos, pediu que Guedes e Zeca retirassem as palavras pejorativas, mas não foi atendido.

O presidente disse que encerraria a sessão se os ânimos não acalmassem. O ministro decidiu levantar-se, o que fez o presidente da CCJ decretar o fim da audiência.

Escoltado pela segurança da Câmara e por deputados aliados, o ministro deixou a Casa sem falar com a imprensa.

RECOMENDAMOS

EVENTO

Palestra discute situação do Instituto Santos Dumont

BALANÇO

Saldo de empregos tem pior mês de março desde 2016

PRAZO ACABANDO

Mais de 320 mil ainda não pagaram o IR de 2019 no RN

SUSTO!

Moradores confundem fogos com alerta de evacuação

BENZA DEUS!

Cauã Reymond posta foto sexy e tamanho choca seguidores

'DESERTO'

Pregão que Estado usaria para pagar servidores fracassa

MAIS TEMPO

Emissão de RGs terá horário ampliado no RN

TRÂNSITO SEGURO

STTU leva a campanha Maio Amarelo ao Mercado Bem-Te-Vi

comentários