Política

REDES SOCIAIS

🔊 Bolsonaro bloqueia deputada potiguar Natália Bonavides no Twitter

Parlamentar fez críticas ao presidente na rede social

Por Redação

23 de agosto de 2019 | 13:29

Foto: Gabriel Paiva/Divulgação

🔊 Ouça a matéria:

A deputada federal Natália Bonavides (PT/RN) foi bloqueada no Twitter pelo Presidente Jair Bolsonaro, na noite dessa quinta-feira (22), graças às críticas feitas ao presidente sobre a falta de preocupação dele em lidar com a grave situação das queimadas na região Norte do país. A parlamentar potiguar não pode mais interagir nas postagens do Twitter de Bolsonaro, que tem sido um canal oficial de pronunciamento do presidente.

“Nossa página no Twitter ficou impedida de falar diretamente com o perfil do presidente em mais uma demonstração da incapacidade que ele possui para lidar com críticas. No momento em que nossas florestas estão queimando, Bolsonaro prefere ignorar quem denuncia seu autoritarismo e seu entreguismo”, declarou Natália.

Imagem: Divulgação/Natália Bonavides

Imagem: Divulgação/Natália Bonavides

 

Antes mesmo de tomar posse, Bolsonaro impediu o acesso de diversas pessoas ao seu perfil do Twitter. Esta mesma postura, que já foi tomada pelo presidente estadunidense Donald Trump e considerada ilegal pela justiça americana, também não está de acordo com a legislação brasileira. Como Bolsonaro utiliza sua rede para anunciar ações do governo, ele precisa permitir o acesso das cidadãs e cidadãos ao seu perfil, sob pena de descumprir o princípio da publicidade e o direito de acesso à informação.

 

RECOMENDAMOS

MAIS VOOS

Azul Viagens anuncia um aumento de voos para Natal

DESESPERO

Yudi fica na mão de bandidos em assalto

SANÇÃO PRESIDENCIAL

Bolsonaro sanciona com vetos MP da Liberdade Econômica

PECULATO

Deputado é denunciado por desvio de R$ 2 mi da Câmara

TALENTO DA CASA

Artista potiguar vence concurso internacional de arte

BALNEABILIDADE

Grande Natal: Uma praia se mantém imprópria para banho

ORÇAMENTO

Governo desbloqueia R$ 8,3 bilhões do Orçamento

LIBERADOS

Mais 3 vítimas de incêndio no Hospital Badim têm alta

comentários