Geral

INCLUSÃO

Cartilha em braile mostra a deficientes visuais como doar sangue

Secretaria de Educação do RN produziu material

Por Redação

20 de setembro de 2019 | 14:20

SEEC produz material em Braile para deficientes visuais serem doadores de sangue

A Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer (SEEC) do Rio Grande do Norte produziu e entregou, a transcrição para o sistema Braile de 50 informes voltados ao atendimento de pessoas com deficiência visual. A iniciativa atende à uma solicitação do Hemocentro Dalton Barbosa Cunha (Hemonorte) e atende a norma do Ministério da Saúde que estabelece aos hemocentros o dever de garantir o acesso à doação de sangue aos portadores de necessidades especiais, dentre estes a deficiência visual, disponibilizando materiais informativos adaptados a essas carências.

“Estamos felizes em dispor desse material. A acessibilidade vai além de promover a melhoria dos espaços físicos, mas por construir caminhos rumo a um exercício pleno dos direitos de cada um”, explicou Márcia Capistrano, diretora de Apoio Técnico do Hemonorte. O subsecretário de Educação do RN, Marcos Lael, destacou a importância do material, que fará parte da cartela de serviços prestados pelo Hemonorte. “Trata-se de um trabalho que todos nós devemos nos comprometer. A inclusão das pessoas com deficiência é um direito e o Governo do RN, por seu caráter popular, tem buscando ampliar os espaços onde a inclusão acontece”, frisou o subsecretário.

A transcrição e disponibilização dos informes garante o direito das pessoas com deficiência visual e assegura o direito à pessoa com deficiência visual o acesso às informações, promovendo a acessibilidade e inclusão social. Gestora do Centro de Apoio Pedagógico para Atendimento às Pessoas com Deficiência Visual (CAP), Edilayne Cavalcanti, destacou que a inciativa trata-se também de uma oportunidade para “estreitar laços” entre as entidades e serviços públicos. “Podemos dizer que além da possibilidade de atendermos às necessidades de acessibilidade da PcDV (pessoa com deficiência visual), cidadã potiguar, também vemos a possibilidade de podermos prestar um serviço especializado à nossa rede de serviços públicos, além de estreitarmos os laços entre as entidades”, afirmou a gestora.

RECOMENDAMOS

PROJETO SOCIAL

Senac recebe jovens para capacitação em gastronomia

NOVO CAPÍTULO

Desembargador 'suspende' falência da Multdia

SAÚDE

IBGE: 28,5% dos adultos do RN não tem 13 ou mais dentes

'SUÍÇA PERNAMBUCANA'

Sesc RN abre inscrições para passeio a Garanhuns

TUDO NORMAL

Policiais civis suspendem movimento de paralisação

TRAGÉDIA

Avião que caiu em BH deixa três mortos e três feridos

FOGO

Incêndio atinge loja da Ricardo Eletro em Parnamirim

SAÚDE NA TERCEIRA IDADE

Evento aborda envelhecimento saudável em Natal

comentários