Esportes

Casa ameaçada! Nogueirão passará por avaliação antes de ir para leilão

Por futebolealgomais

10 de julho de 2014 | 17:14

Uma dívida de R$ 172.841,62 da Liga Desportiva de Mossoró (LDM) com a Justiça do Trabalho pode levar a leilão o estádio Leonardo Nogueira, que está penhorado desde setembro de 2011. Antes disso, porém, o estádio passará por uma nova avaliação para que o seu valor seja atualizado.

Estádio Nogueirão receberá partida entre Potiguar e Santa Rita pela Copa do Brasil (Foto: Marcelo Diaz/Divulgação)

Estádio Nogueirão receberá partida entre Potiguar e Santa Rita pela Copa do Brasil (Foto: Marcelo Diaz/Divulgação)

A origem dessa dívida é uma ação que tramita na 3ª Vara do Trabalho de Mossoró, desde 2010, e que tem como reclamante um ex-funcionário da LDM. Nela, o empregado pleiteia a assinatura de sua Carteira de Trabalho e o pagamento de algumas verbas rescisórias que não foram quitadas quando de sua demissão, horas extras, domingos trabalhados em dobro, insalubridade e 1/3 de férias.

A Liga recorreu da penhora com um embargo e um agravo, mas o Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN) negou os recursos. Com a negativa do tribunal, o processo retornou à 3ª Vara de Mossoró e, diante da falta de pagamento da dívida por parte da Liga, o juiz titular Décio Teixeira de Carvalho Júnior determinou que o estádio fosse leiloado.

A dívida da Liga nesse processo já foi bem maior, mas do ano passado para cá, já foram abatidos R$ 63.645,06 em penhoras das rendas dos jogos disputados no Nogueirão. Do valor atual da dívida, o reclamante tem direito a R$ 112.052,56. A Previdência Social ficará com R$ 57.516,02 e serão descontados mais R$ 3.273,04 de custas processuais.

Para agravar ainda mais a situação da Liga Desportiva de Mossoró, o mesmo reclamante desse processo tem outra ação trabalhista tramitando na mesma Vara contra ela. O processo já está em fase de execução e o valor dessa segunda ação chega aos R$ 40 mil.

Liga busca solução

O portalnoar.com já havia antecipado a informação através da confirmação oficial do presidente da Liga Desportiva de Mossoró (LDM), Francisco Braz. Para ele, a municipalização do estádio poderia resolver o problema de maneira definitiva.

“A gente vai falar com as autoridades porque a Prefeitura informou que o Nogueirão seria municipalizado e, se isso acontecer, acho que resolve todo o problema”, disse o cartola na segunda-feira passada (07). Apesar de ele ter confirmado o leilão, Braz não acredita que o terreno seja leiloado em outubro.

“Não acredito que seja leiloado. Se Deus quiser vai haver uma solução. Vou falar com advogado para encontrar uma solução. O Nogueirão não poder ir a leilão porque a escritura do terreno diz que se o estádio não for mais receber jogos ou acabar, o terreno é da Prefeitura [de Mossoró]. Só se pode leiloar hoje a arquibancada, as cadeiras”, finalizou.

FNF comenta

Questionado sobre a situação do estádio em Mossoró, o presidente da Federação Norte-rio-grandense de Futebol, José Vanildo, lamentou o leilão e destacou buscar, junto à FNF, soluções para a praça esportiva.

“É lamentável a omissão das áreas constituídas de Mossoró em não insistirem que o futebol é um empreendimento que gera emprego e renda. Dentro de seus limites de competência, a FNF tem buscado mediar alternativas para solução da questão. Quero quer ainda que haja uma solução que envolva os interesses públicos. Não podemos viver pensando nos equívocos do passado”, disse.

RECOMENDAMOS

CLIMA TENSO

Aeroporto expõe tensão de Bolsonaro com políticos do NE

SOBRE DUAS RODAS

Passeio marca o dia do Motociclista em Natal

PASSO DA PÁTRIA

Polícia prende homem por tráfico e posse de munições

ATO PERIGOSO

Vítima toma arma de arma de bandido e evita assalto

HOMENAGEM

Zeca Melo recebe título de cidadão de Caicó

REIVINDICAÇÕES

RN: Categorias paralisam atividades nesta terça-feira

TRANSPORTE DE CARGA

ANTT suspende resolução com novas regras para frete

TEMPO

RN tem alerta de Mar Grosso com ondas acima de 3 metros

comentários