Geral

SAÚDE

Centro de Saúde em Macaíba é referência no RN

São 28 especialidades médicas com 700 atendimentos/dia

Por Redação

10 de abril de 2019 | 17:35

Centro de Saúde Luís Antônio Fonseca Santos “Posto da Maré”. Foto: Márcio Lucas

O Centro de Saúde Luís Antônio Fonseca Santos, conhecido por Posto da Maré, em Macaíba, é referência na Região Metropolitana de Natal. A unidade conta com atendimento e equipamentos de excelência na área da saúde para atender a população. Com 28 especialidades médicas, o local atende em média 700 pessoas por dia do município e de cidades vizinhas como Natal, Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, entre outros.

O quadro médico do Centro está completo, atendendo a população de segunda a sexta, das 6h às 17h. Três cardiologistas, dois ortopedistas, dois pediatras, dois ginecologistas, dois psiquiatras são alguns dos profissionais disponíveis para receber qualquer cidadão que precise de atendimento, além de nefrologista, neurologistas, urologistas, dermatologistas, entre muitos outros especialistas na área da saúde.

O local também é modelo no tratamento de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), em infectologia e conta com duas farmácias internas distribuindo remédios regularmente. Novos equipamentos estão sendo adquiridos e os ambientes do Posto estão sendo reformados pela Prefeitura, entre eles, os espaços de audiometria, colposcopia, ultrassonografia e o ambulatório.

Edi Pereira, gestor administrativo do Posto, destaca os elementos que também contribuem para os serviços de excelência. “Hoje o Centro de Saúde de Macaíba é um dos melhores da Grande Natal, se não o melhor. Só de médicos são 27 profissionais que também atendem nas melhores clínicas públicas e privadas de Natal, entre eles, ortopedista, cardiologista, endocrinologista, entre outros”, afirmou.

A procura de pessoas de outros municípios também é destacada pelo gestor. “Elas vêm ser atendidas aqui porque no local onde elas moram não tem atendimento. Muitos médicos que atendem por plano de saúde, por exemplo, demoram dois meses para realizar uma consulta e aqui, no serviço público, a espera é de no máximo 15 dias”, declarou o gestor.

RECOMENDAMOS

MANIFESTAÇÃO

Policiais e bombeiros realizarão protesto nesta terça

PREOCUPAÇÃO

Chuva deixa outra ponte no interior sob risco de cair

ACIDENTE ANIMAL

Motoboy atropela jumento e os dois ficam feridos

TRAGÉDIA

Incêndio na Notre-Dame completa uma semana

NOVA GESTÃO

Humorista vence eleição presidencial na Ucrânia

TERROR

Número de mortos em ataques no Sri Lanka sobe para 290

FIM DE FESTA

PM acaba com festa de facção na zona Oeste de Natal

PREVISÃO DO TEMPO

RN deve ter mais chuva nos próximos dias

comentários