Geral

SAÚDE

Centro de Saúde em Macaíba é referência no RN

São 28 especialidades médicas com 700 atendimentos/dia

Por Redação

10 de abril de 2019 | 17:35

Centro de Saúde Luís Antônio Fonseca Santos “Posto da Maré”. Foto: Márcio Lucas

O Centro de Saúde Luís Antônio Fonseca Santos, conhecido por Posto da Maré, em Macaíba, é referência na Região Metropolitana de Natal. A unidade conta com atendimento e equipamentos de excelência na área da saúde para atender a população. Com 28 especialidades médicas, o local atende em média 700 pessoas por dia do município e de cidades vizinhas como Natal, Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, entre outros.

O quadro médico do Centro está completo, atendendo a população de segunda a sexta, das 6h às 17h. Três cardiologistas, dois ortopedistas, dois pediatras, dois ginecologistas, dois psiquiatras são alguns dos profissionais disponíveis para receber qualquer cidadão que precise de atendimento, além de nefrologista, neurologistas, urologistas, dermatologistas, entre muitos outros especialistas na área da saúde.

O local também é modelo no tratamento de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), em infectologia e conta com duas farmácias internas distribuindo remédios regularmente. Novos equipamentos estão sendo adquiridos e os ambientes do Posto estão sendo reformados pela Prefeitura, entre eles, os espaços de audiometria, colposcopia, ultrassonografia e o ambulatório.

Edi Pereira, gestor administrativo do Posto, destaca os elementos que também contribuem para os serviços de excelência. “Hoje o Centro de Saúde de Macaíba é um dos melhores da Grande Natal, se não o melhor. Só de médicos são 27 profissionais que também atendem nas melhores clínicas públicas e privadas de Natal, entre eles, ortopedista, cardiologista, endocrinologista, entre outros”, afirmou.

A procura de pessoas de outros municípios também é destacada pelo gestor. “Elas vêm ser atendidas aqui porque no local onde elas moram não tem atendimento. Muitos médicos que atendem por plano de saúde, por exemplo, demoram dois meses para realizar uma consulta e aqui, no serviço público, a espera é de no máximo 15 dias”, declarou o gestor.

RECOMENDAMOS

ARTE

Exposição põe na balança ego e moralidade

SISTEMA FIERN

Coere discutirá licenciamento de projetos fotovoltaicos

SALVANDO VIDAS

Hemonorte realiza campanha de doação de medula óssea

PROTESTO

Policiais civis fazem paralisação nesta terça-feira

HEROICO

Bombeiro do RN cumpre missão humanitária em Moçambique

COPA AMÉRICA

Jogos de hoje definem adversário do Brasil nas quartas

GRADE DE CURSOS

Fecomércio RN realiza Fórum de Aprendizagem de Natal

MERCADO FINANCEIRO

Estimativa de expansão da economia em queda há 4 meses

comentários