Brasil e Mundo

TRAGÉDIA

Ciclone mata 30 pessoas em Moçambique e deixa rastro de destruição

O governo estima que um milhão de pessoas tenham sido afetadas.

Por Redação**

1 de maio de 2019 | 08:20

OCHA/Saviano Abreu/via REUTERS

Chove sem parar há três dias na província de Cabo Delgado, no norte de Moçambique, já severamente afetada pela passagem, quinta-feira, do ciclone Kenneth.

O governo estima que um milhão de pessoas tenham sido afetadas.

Até o momento, há 38 mortos, mas o número deverá aumentar nas próximas horas à medida em que o socorro chega a povoações mais distantes.

A devastação foi generalizada e deve se agravar por causa das inundações. O desespero marca a ordem do dia para a população e para os que vão prestar auxílio.

A ONU – Organização das Nações Unidas – admitiu grandes problemas em fazer chegar ajuda à região. É uma situação “incrivelmente difícil”, explicou o gabinete das Nações Unidas para os Assuntos Humanitários.

As chuvas contínuas, que caem desde a madrugada de domingo, tornaram quase impossível a missão de entregar auxílio às populações afetadas.

*Com informações da RTP (emissora pública de televisão de Portugal)

RECOMENDAMOS

NATAL

Finalizadas oficinas pra revisão do Plano Diretor na ZN

ESTRATÉGIA

Oposição investe em ações no STF contra Bolsonaro

OPORTUNIDADES

Futsal faz jovens do interior ganharem bolsas em Natal

MEIO AMBIENTE

Ações do Dia Mundial da Limpeza seguem no RN

PATU

Governadora acompanha Operação Santuário do Lima

COVARDIA

Após diária, PM é assassinado quando voltava pra casa

"RESULTADO EXCELENTE"

Oficinas de costura do RN economizam com energia solar

DIA MUNDIAL DA LIMPEZA

Voluntários vão às ruas de Natal recolher 16 t de lixo

comentários