Economia

MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

CNI organiza encontro de rede que já apoiou MPEs a contratar R$ 320 milhões em crédito

Nesta terça e quarta-feira, representantes estaduais da Rede de Núcleo de Acesso ao Crédito se reúnem em Brasília para trocar experiências.

Por Redação

10 de abril de 2019 | 12:50

Foto: Reprodução

Confederação Nacional da Indústria (CNI) organiza terça-feira (9) e quarta-feira (10), o 1º Encontro de Gestores da Rede de Núcleo de Acesso ao Crédito (NAC). Ao todo, cerca de 30 gestores de 20 estados do Brasil trocarão experiências sobre o trabalho realizado com as empresas locais para orientá-las e capacitá-las a acessar as linhas de crédito disponíveis no Brasil.

Criada em 2016, a Rede de Núcleo de Acesso ao Crédito é uma estrutura de atendimento realizado a partir das federações estaduais de indústrias e voltada especialmente para as micro, pequenas e médias empresas do setor industrial. No dia a dia, profissionais da rede oferecem serviços padronizados de orientação, capacitação, assessoria e consultoria ao crédito, por equipe qualificada, com vistas à aproximação entre demanda e oferta de crédito.

O NAC é coordenado pela CNI, por meio de sua Gerência Executiva de Política Industrial. Desde a sua criação, a rede realizou mais de 11,8 mil atendimentos e auxiliou as micro, pequenas e médias empresas a contratar mais de R$ 320 milhões de crédito.

“Estamos consolidando a rede e os serviços prestados para os empresários industriais. O encontro de gestores é uma oportunidade para os gestores presentes em cada federação trocarem experiências sobre novos projetos e linhas de crédito”, afirma o gerente-executivo de Política Industrial da CNI, João Emílio Gonçalves.

TREINAMENTO SOBRE LINHA DO BNDES – O gerente-executivo afirma que um dos grandes destaques deste encontro será uma palestra em parceria com o BNDES sobre a contratação de linhas de crédito. Os gestores do NAC poderão, por exemplo, conhecer melhor uma linha especial de crédito recém-lançada pelo BNDES e voltada a micro e pequenas empresas (MPEs), incluindo empresários individuais. A nova linha tem teto de financiamento no valor de R$ 500 mil, com taxas abaixo das praticadas pelo mercado e prazo de pagamento de até cinco anos.

“O objetivo é auxiliar os gestores a disseminar a informação junto às empresas locais sobre o acesso ao financiamento”, afirma Gonçalves.

Na opinião do gerente-executivo da CNI, é preciso trabalhar junto às micro, pequenas e médias empresas para desmistificar o uso do crédito. “Muitas empresas ficam constrangidas de dizer que tomaram crédito junto a bancos e, por isso, estariam endividadas. Mas, na verdade, as linhas de financiamento são um importante instrumento para ajudar as empresas a impulsionar seus negócios”, disse.

DIFICULDADE DE ACESSO – Segundo dados da Sondagem Industrial da CNI divulgados em dezembro de 2018, pequenas empresas relataram não apenas estarem insatisfeitas com sua situação financeira, mas também terem dificuldades para ter acesso ao crédito.

O índice de satisfação com a situação financeira apontado por pequenas empresas da indústria foi de 41,9. Numa escala que vai de 0 a 100, valores abaixo de 50 indicam insatisfação. O índice de facilidade de acesso ao crédito foi pior ainda, de 34,9. No mesmo raciocínio, valores abaixo de 50 indicam dificuldade para a contratação de financiamentos. No caso das médias empresas, esses índices foram de 44,7 e 36,5, respectivamente.

“Muitas vezes, as micro, pequenas e médias empresas precisam apenas de boa orientação para terem acesso ao financiamento. E, nessa missão, o NAC exerce um papel fundamental”, afirma Gonçalves.

PROGRAMAÇÃO DO ENCONTRO – Na terça-feira, os gestores do NAC terão oportunidade de apresentar as ações desenvolvidas em cada federação. Ao longo de 2018, federações realizaram, por exemplo, seminários sobre fintechs, as startups que criam inovações na área de serviços financeiros. Também haverá uma palestra sobre boas práticas no uso de redes sociais, especialmente no que diz respeito à disseminação de informações do NAC e do tema acesso ao crédito.

Na quarta-feira, os gestores da rede participarão de uma oficina sobre a elaboração de projetos. Eles aprenderão, por exemplo, como, por meio de um projeto, mostrar para as instituições financeiras os planos de uma indústria para crescer e ganhar competitividade.

SOBRE O NAC – Por meio das federações estaduais das indústrias, a Rede de Núcleo de Acesso ao Crédito (NAC) presta orientação, especialmente a micro, pequenas e médias empresas, sobre acesso ao crédito. Empresas interessadas em receber orientação dos profissionais da rede devem procurar a federação das Indústrias de seu estado ou acessar a página do NAC.

RECOMENDAMOS

Chuvas no RN

Operação conjunta socorre população

LOTERIA

Mega-Sena acumula; próximo sorteio será de R$90 milhões

TORÓ

Ponte desaba, carro é arrastado e cidade fica 'isolada'

OBRA DE R$4,1 MILHÕES

Sabe como está reforma do Forte dos Reis Magos? Parada

ROLÉ DIFERENCIADO

Bolsonaro 'escapa' de hotel para dar voltinha de moto

INFORMAÇÃO NUTRICIONAL

Veja essas dicas e coma chocolate sem culpa na Páscoa

OPERAÇÃO PELA VIDA

PMs impedem suicídio na Ponte

AUTOMÓVEL

Carros brasileiros ficam mais seguros e mais caros

comentários