Economia

DEMANDA

Consumo de energia elétrica deve crescer 7% em fevereiro

Informação é do Operador Nacional do Sistema Elétrico

Por Nielmar de Oliveira/Agência Brasil

11 de fevereiro de 2019 | 06:22

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) prevê crescimento de 7% na demanda por energia elétrica ao Sistema Interligado Nacional (SIN), neste mês, em comparação com fevereiro do ano passado. A expansão será de 5,3 pontos percentuais em relação ao crescimento de 1,7% relativo a fevereiro do ano passado.

A informação foi dada à Agência Brasil pelo diretor-geral do ONS, Luiz Eduardo Barata. Para ele, no entanto, não há motivo para preocupação, porque o carnaval deste ano cai em março – no ano passado, foi em fevereiro. “As pessoas logo pensam: ‘poxa, vai crescer tanto assim a carga? Então, aí acende o sinal amarelo. Acontece que, em fevereiro do ano passado, nós tivemos o carnaval, que este ano será em março.”

Barata explicou que, no período de carnaval, o consumo cai bastante com a redução no ritmo de algumas atividades, principalmente na indústria. “Então, o consumo de energia em fevereiro deste ano vai ser muito maior do que no ano passado, uma vez que a semana do carnaval é de baixo consumo, por ser de baixa produção no país.”

Temperatura

Lembrando as altas temperaturas verificadas em janeiro, que já levaram à quebra de cinco recordes de demanda de carga de energia ao SIN nas últimas três semanas, Eduardo Barata disse acreditar que a situação não deverá se repetir agora em fevereiro. “Nossa expectativa é de que, obviamente, vai haver crescimento de consumo, mas nada exagerado em relação às demandas que tivemos em janeiro, até porque é possível que as temperaturas não fiquem tão alta em fevereiro quanto estiveram no mês passado.”

Nas últimas três semanas, o país já bateu cinco recordes de demanda de energia ao Sistema Interligado Nacional. O último foi batido no dia 30 de janeiro, quando a demanda máxima do SIN chegou a 90.525 MW às 15h50. O recorde anterior, de 89.114 MW, foi batido no dia 23 de janeiro.

O Subsistema Sul também registrou recorde de carga por dois dias consecutivos. No dia 29 de janeiro, foi registrado pico de 18.554 MW, às 14h28. No dia seguinte, um novo recorde: 18.883 MW, às 14h08. Anteriormente, o recorde era de 17.971 MW, no dia 6 de fevereiro de 2014. Os recordes se devem às altas temperaturas registradas no país.

RECOMENDAMOS

Chuvas

Mais duas barragens estão com alto risco de rompimento

Chuvas no RN

Operação conjunta socorre população

LOTERIA

Mega-Sena acumula; próximo sorteio será de R$90 milhões

TORÓ

Ponte desaba, carro é arrastado e cidade fica 'isolada'

OBRA DE R$4,1 MILHÕES

Sabe como está reforma do Forte dos Reis Magos? Parada

ROLÉ DIFERENCIADO

Bolsonaro 'escapa' de hotel para dar voltinha de moto

INFORMAÇÃO NUTRICIONAL

Veja essas dicas e coma chocolate sem culpa na Páscoa

OPERAÇÃO PELA VIDA

PMs impedem suicídio na Ponte

comentários