Cantores

APÓS OFENSAS

Daniela Mercury presta queixa contra pastor após ser chamada de ‘escrava de Satanás’

Pastor que é deputado federal da Bahia gravou vídeo e disparou série de injúrias contra cantora

Por Redação

8 de novembro de 2018 | 15:01

Foto: Reprodução

Daniela Mercury está furiosa com o deputado estadual da Bahia sargento Isidório (PSC). O parlamentar, que é pastor evangélico, gravou um vídeo para disparar uma série de injúrias como “escrava de Satanás”, “endemoniada”, “puta”, entre outras contra a cantora. Indignada as ofensas, a musa do axé recorreu à Justiça e prestou queixa contra o político, de acordo com informações da Folha de SP. Ele ainda afirma que Mercury está com “problema de psiquiatra” e desrespeita os símbolos sagrados ao dizer que Jesus é gay, fazendo “sindicato da viadagem”.

O ataque teria sido motivado pelas críticas feitas por Daniela dias antes pelo cancelamento, pelo governo de Pernambuco, da apresentação da peça “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu”, no Festival de Inverno de Garanhuns, onde Jesus seria interpretado por uma atriz transexual. Em show no mesmo evento, em 21 de julho, ela classificou a decisão de censura e “ignorância absurda”.

À publicação, Daniela classificou os comentários do pastor de ofensas descabidas e disse que o que motivou a queixa na Justiça foi o ataque à comunidade LGBTI e ao amor entre pessoas do mesmo sexo. “Em mais de 30 anos de carreira e, com todos os posicionamentos que tive na luta por direitos humanos e pelas minorias, nunca fui ofendida de tal maneira”.

A cantora nega ainda que tenha dito que Jesus é gay e alega que foram feitas montagens com o vídeo de suas críticas para forjar a comparação. “Não era uma manifestação religiosa e sim uma fala indignada contra a censura artística de uma peça teatral.”

RECOMENDAMOS

O ÚNICO

Netflix mantém primeiro mês gratuito no Brasil

TRANSPORTE PÚBLICO

Parnamirim libera benefícios no transporte interbairros

NAS OITAVAS

Dupla com ex-campeão mundial deixa etapa Open de Vôlei

CRIMES

MPF denunciará Temer por peculato, corrupção e lavagem

EM SILÊNCIO

Temer se cala durante interrogatório na Polícia Federal

VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

PE: Agressor de mulher pode ter posse de arma suspensa

NOVO BLOCO

Brasil e mais sete países formam bloco Prosul

VAI AGUARDAR

TRF vai julgar habeas corpus de Temer na próxima quarta

comentários

ANUNCIE JÁ!

RUA DESEMBARGADOR BENÍCIO FILHO, N° 465 PETRÓPOLIS CEP: 59014-470

PABX:

2020-1200

REDAÇÃO:

2020-1200

COMERCIAL:

2020-1200

FALE CONOSCO

Nome
TELEFONE
E-MAIL