Política

ERA FILIADO

DEM expulsa filiado suspeito de participar do assassinato de Marielle

Ex-policial militar Elcio Queiroz foi preso ontem

Por Karine Melo/ Da Agência Brasil

13 de março de 2019 | 16:00

Ex- PM Élcio Queiroz. Reprodução

Em reunião na manhã de hoje (13), a Executiva Nacional do Democratas aprovou, por unanimidade, a expulsão do ex-policial militar Elcio Vieira de Queiroz, 46, preso ontem (12), suspeito de envolvimento no assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, em março de 2018, no Rio de Janeiro.

O presidente do partido, ACM Neto, prefeito de Salvador, disse que a direção nacional não sabia que o ex-policial era filiado ao DEM.

O presidente nacional do Democratas (DEM), ACM Neto, durante convenção nacional do DEM, que oficializou o apoio à pré-candidatura do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) à Presidência da República.

“A gente não pode controlar os filiados de todo o Brasil. O que a gente pode é fazer como o partido fez: tomar medidas enérgicas diante de um fato absolutamente deplorável. O partido jamais aceitaria ter em seus quadros alguém acusado de assassinato em um crime que também foi contra a democracia”, afirmou ACM Neto.

O ex-policial militar foi preso ontem suspeito de participar do assassinato da vereadora e do motorista juntamente com o sarg

RECOMENDAMOS

SAÍDAS VOLUNTÁRIAS

Bolsa Família: Mais de 11 mil pediram desligamento

RECUSOU

Eleita Miss Bumbum, Pabllo Vittar critica título

TRANSPORTE INTERMUNICIPAL

Motoristas adiam para terça-feira decisão sobre greve

TOPO DO PÓDIO

Esgrima: Brasileira leva ouro e faz história no Mundial

NORMAS SANCIONADAS

RN teve quase 100 novas leis no primeiro semestre

RESSOCIALIZAÇÃO E PREVENÇÃO

Presas do João Chaves recebem atendimento médico

INCLUSÃO

Bolsonaro anuncia inclusão de autistas no Censo 2020

RECURSO NEGADO

TRE-RN mantém Lava Jato no RN na Justiça Federal

comentários