Política

NEGOCIAÇÃO

Devedores do Estado já quitaram R$ 35,26 milhões em um ano

Resultado foi possível com o Centro Judiciário de Solução de Conflitos (Cejusc)

Por Redação

19 de novembro de 2019 | 16:35

Centro de Soluções de Conflitos Cejusc). Foto: Divulgação

Empresas com débitos fiscais com o Estado do Rio Grande do Norte já formalizaram 33 acordos em negociações, resultando em R$ 35,26 milhões, que foram quitados, amortizados ou parcelados em pouco mais de um ano. O resultado foi possível graças ao Centro Judiciário de Solução de Conflitos (Cejusc) Fiscal Estadual, um espaço exclusivo instalado na Secretaria Estadual de Tributação (SET-RN) para realização de sessões de negociação. O Cejusc é resultado de uma parceria da SET com o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte.

Os contribuintes com débitos do Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) no extrato fiscal ainda podem agendar uma audiência para negociar a dívida espontaneamente no Cejusc Fiscal Estadual. O agendamento pode ser feito pessoalmente, por email – cejuscfiscal@set.rn.gov.br – ou por telefone (084) 3232 2120.

As reuniões de negociação são voltadas àqueles contribuintes que receberam uma carta-convite para a audiência ou que simplesmente decidiram quitar o débito antes de serem notificados pela SET-RN. No geral, são empresas que deixaram de pagar o ICMS antecipado ou que têm débitos vencidos de ICMS apurado e declarado, além de outras dívidas, vencidas e constantes no extrato fiscal do estabelecimento.

“O Cejusc serve para regularizar os débitos do ICMS que se encontrem no Extrato Fiscal, antes de uma notificação de cobrança regular por parte da SET RN. Com essa regularização, a empresa evita a notificação e a geração de Autos de Infração e, consequentemente, a incidência de multa regulamentar”, explica o conciliador e auditor fiscal, Paulo Cézar Correia Ramos.

O Cejusc Fiscal Estadual completou no dia 19 de setembro um ano de funcionamento e, atualmente, é coordenado pela juíza Virgínia Rêgo Bezerra. O centro foi instituído através do Convênio de Cooperação Técnica 28/2018, assinado entre o Tribunal de Justiça e a SET no ano passado.

RECOMENDAMOS

OPERAÇÃO HESPÉRIDES

Com ação no RN, PF investiga grupo por negociar ouro

ASSISTA!

Netflix divulga trailer da segunda temporada de You

BATEU A SAUDADE?

Thiaguinho chora ao cantar música que fez pra Fernanda

DIREITO GARANTIDO

Portadores de AIDS podem ter isenção de impostos

ABSURDO

Natal: Policial é atropelado durante blitz da Lei Seca

#NATAL420ANOS

Projeto vai celebrar os 420 anos da capital potiguar

TRÁGICO

Homem tenta escapar de abelhas e morre atropelado

IPCA

Alta do preço das carnes puxa inflação em novembro

comentários