Interior

MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

EEBA conta com Sebrae-RN para promoção de oportunidades de negócios para empresas locais

Instituições promoveram espaço dedicado à exposição de empresas locais durante o Encontro Brasil-Alemanha, realizado em Natal.

Por Redação

17 de setembro de 2019 | 16:13

Foto: Divulgação/Fiern

No Brasil, as micro e pequenas empresas desempenham um papel fundamental para economia. Mas gerir uma empresa não é uma tarefa fácil. Todas as empresas, independente do seu porte enfrentam uma série de desafios. O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) age fortemente nesse sentido, atuando como um agente de capacitação e de promoção de desenvolvimento de pequenos negócios. No 37º Encontro Econômico Brasil-Alemanha (EEBA), o Sebrae e a Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN) promoveram um espaço dedicado à exposição de empresas locais.

Promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pela Federação das Indústrias Alemães (BDI), com o apoio da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (FIERN), o EEBA 2019, realizado entre 15 e 17 de setembro, trouxe uma série de debates, passando pelas áreas de negócios, relações comerciais e institucionais, além de proporcionar um intercâmbio de tecnologias e oportunidades, com especialistas e autoridades brasileiras e alemãs.

Segundo Zeca Melo, diretor-superintendente do Sebrae-RN, o evento é uma importante vitrine paras os produtos locais. “A ideia aqui é mostrar para empresários brasileiros e alemães um pouco da riqueza que produzimos no Rio Grande do Norte”, disse. O diretor também destacou a oportunidade de diálogo e a troca de experiências entre empresários brasileiros e alemães. “Mais do que fechar negócio, é um momento de dialogar e buscar parcerias. Temos aqui muitos empresários alemães e não poderíamos deixar passar essa oportunidade de mostrar as nossas empresas”, afirmou.

O potencial econômico do Rio Grande Norte foi inclusive ressaltado na fala do presidente da FIERN, Amaro Sales, durante a abertura do EEBA 2019. Um dos destaques fica por conta da produção salineira. “Na pauta de exportações, o Rio Grande Norte é o primeiro do Brasil no sal marinho; o 4º lugar nos pescados (em especial o atum) e 5º, nas frutas”, afirmou o diretor.

Micro e Pequenas Empresas no Rio Grande do Norte

De acordo com estudo do Sebrae, as Micro e Pequenas Empresas representam parcela significativa no mercado nacional. Elas configuram 27% do Produto Interno Bruto (PIB) do país. Até 2022 elas devem chegar até 17,7 milhões de empreendimentos.

Um dos destaques no mercado potiguar, a cachaçaria Samanaú anda lado a lado com o Sebrae. Para Cynthia Costa, administradora e filha do idealizador do negócio, o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas é um grande parceiro. “Eles nos apoiam em muitos dos projetos que participamos, nos incentivam a estar presente em eventos e divulgar o nosso produto. Sem esse apoio nós não teríamos condições de estar aqui”, conta a empresária.

Outras seis empresas atendidas pelo Sebrae-RN também participaram de um dos principais eventos de cooperação bilateral entre Alemanha e Brasil. As empresas Coco & Cia, Produmar, Delícias Potiguar e CandyPop mostraram um pouco do potencial diversificado do Rio Grande do Norte.

RECOMENDAMOS

PROJETO SOCIAL

Senac recebe jovens para capacitação em gastronomia

NOVO CAPÍTULO

Desembargador 'suspende' falência da Multdia

SAÚDE

IBGE: 28,5% dos adultos do RN não tem 13 ou mais dentes

'SUÍÇA PERNAMBUCANA'

Sesc RN abre inscrições para passeio a Garanhuns

TUDO NORMAL

Policiais civis suspendem movimento de paralisação

TRAGÉDIA

Avião que caiu em BH deixa três mortos e três feridos

FOGO

Incêndio atinge loja da Ricardo Eletro em Parnamirim

SAÚDE NA TERCEIRA IDADE

Evento aborda envelhecimento saudável em Natal

comentários