Gente no AR

MTV EMA 2019

Eleita líder da próxima geração, Pabllo Vittar protesta contra vazamento de óleo e ganha prêmio na Europa

Drag queen foi consagrada com o prêmio de melhor artista brasileira na cerimônia pop realizada nesse domingo (03).

Por Redação

4 de novembro de 2019 | 10:58

Foto: Crédito/Cristina Quicler/AFP

Pabllo Vittar foi eleita a melhor artista brasileira pelo European Music Awards (EMA), prêmio da MTV que consagra os melhores nomes da música mundial. Premiação pop foi realizada na tarde desse domingo (03), em Seville, na Espanha.

A drag queen desbancou Anitta, vencedora nos últimos cinco anos consecutivos, e também Emicida, Ludmilla e Kevin O Chris. Além de ter sido premiada, a artista ainda se tornou a primeira brasileira a se apresentar no evento – ela fez uma performance no tapete vermelho da cerimônia.

 

View this post on Instagram

#PablloVittar usou o redcarpet do #EMAs da MTV hoje para chamar atenção para o descaso do governo com a questão do vazamento de óleo no litoral do Nordeste com um look de Rober Dognani com body de mangas bufantes estampado sob vestido vazado que faz referência as manchas da tragédia. A noite foi marcada pela apresentação de Pabllo, a primeira de uma drag queen na história do EMAs. Ela também saiu com o prêmio de melhor artista brasileira.

A post shared by FFW (@ffw) on

 

“Quero agradecer a todos que viciaram a bateria do celular votando, que acreditaram na gente e que dedicaram um minuto do seu tempo para poder votar em mim!”, escreveu Pabllo em sua conta do Twitter.

No início do mês, a cantora, que acaba de completar 25 anos, foi eleita uma das 10 personalidades “líderes da próxima geração” pela revista Time com a justificativa de que ela “tem usado seu megafone global para celebrar tanto sua identidade – se apresentando na World Pride Parade (em Nova York), na sede da ONU ou no carnaval do Rio – quanto para denunciar seus terríveis perigos”.

Em recente entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, quando lançou 111, seu terceiro álbum, Pabllo, que já ganhou o título de drag queen mais escutada no Spotify e YouTube, disse mesmo que queria “disseminar” sua mensagem ao mundo. Seu novo disco mescla ritmos que vão do indie mais underground (ela cita influências de Kim Petras, Grimes e Charli XCX) a ritmos brasileiros, como o axé e o arrocha.

Ainda na cerimônia do EMA, o canadense Shawn Mendes, de 21 anos, foi o melhor artista. A americana Billie Eilish, de 17 anos, foi premiada como artista revelação e também na categoria melhor música por Bad Guy.

Aos 25, a americana Halsey foi a melhor artista pop e ganhou ainda em melhor look. Já os sul-coreanos do BTS ganharam em melhor artista ao vivo e na categoria maiores fãs.

O DJ holandês Martin Garrix, de 23, foi o melhor artista de música eletrônica. Já os “veteranos” do Green Day venceram na categoria rock, desbancando bandas e artistas como Imagine Dragons, Liam Gallagher, Panic! At The Disco e The 1975.

ME! ft. Brendon Urie of Panic! At The Disco, de Taylor Swift, foi o melhor clipe na premiação que reconheceu Avicii, morto no ano passado, como o melhor artista sueco.

RECOMENDAMOS

LUTO

Morre em Miami o rabino Henry Sobel

EDUCAÇÃO

RN tem 11 finalistas na Olimpíada de Língua Portuguesa

PARA CURTIR O FDS

Praias do RN estão próprias para banho

FEIRINHA DE DOMINGO

Mercado Bem-Te-Vi inicia festejos do Natal em Natal

CASAMENTO DE ABEL E BRITNEY

Globo exibe beijo trans em 'A Dona do Pedaço'

SAÚDE EM JOGO

No Brasil, 84% dos jovens não praticam atividade física

SEGURANÇA

Crea fará fiscalização na estrutura do Carnatal

MODALIDADE TEÓRICA

Sesi é destaque nacional em Olimpíada de Robótica 2019

comentários