Geral

POLÊMICA

Em crise de contingenciamento, UFRN empossará novo reitor no luxuoso Teatro Riachuelo

Evento custará R$ 26,9 mil, bancado pela Funpec, que administra recursos da Universidade

Por Redação

23 de maio de 2019 | 15:59

Prédio da Reitoria da UFRN. Foto: Wellington Rocha/arquivo/Portal NoAr

Em meio à crise financeira dos institutos e universidades federais, provocada pelo contingenciamento de verbas do Governo Federal, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), que devido a essa crise, diz que poderá suspender atividades e cancelar investimentos, terá a posse do seu novo reitor, Daniel Melo, com todas as pompas no luxuoso Teatro Riachuelo, no shopping Midway Mall, no próximo dia 3 de junho. Em nota, a universidade informou que “a solenidade não envolverá recursos públicos da UFRN, pois a contratação do espaço para o evento foi com recursos próprios da Funpec”. Contudo, 74,45% do orçamento de 2017 da Funpec – Fundação Norte-riograndense de Pesquisa e Cultura, partiu da UFRN para administrar projetos.

Ao Portal NoAr, a UFRN se limitou a reafirmar, por meio de sua assessoria de imprensa, que não serão utilizados recursos públicos do seu orçamento e que a Funpec tem organização, administração e orçamento próprios, sendo uma entidade parceira, de modo que não resultará em custos para seu orçamento. A universidade possui espaços próprios para a realização de eventos do gênero, mas optou por aceitar o apoio da Funpec que vai gastar R$ 26.980,00 com o evento no Teatro Riachuelo. A cerimônia contará também a apresentação da Filarmônica UFRN.

A FUNPEC tem natureza jurídica de direito privado, mas a maior parte dos recursos que administra é de instituições federais como a própria UFRN, estatais – como a Petrobrás – e Sistema S. Sua principal função é apoiar e gerenciar projetos de ensino, pesquisa, extensão, inovação social, desenvolvimento científico, tecnológico e cultural realizados pela UFRN, assegurando agilidade na captação e implantação desses projetos e programas, promovendo a integração da universidade com a sociedade, por meio de parcerias com instituições públicas e privadas.

O Conselho Deliberativo, que é o órgão de direção superior da FUNPEC, é composto, inclusive, por professores da universidade e o diretor-geral é escolhido pela reitoria para planejar, organizar, coordenar e controlar todas as atividades de gestão da Fundação, tudo definido e detalhado no Estatuto e no Regimento Interno. Porém, não há previsão de bancar posses como a que está prevista para o novo reitor. De acordo com o relatório orçamentário de 2017, o mais recente disponibilizado pela Funpec, A UFRN destinou R$ 370.604.480,26 para a Funpec administrar nessas atividades, que correspondem a 74,45% do orçamento da Fundação.

Enquanto isso, a reitora Ângela Paiva tem reclamado que, diante do contingenciamento que, segundo a Reitoria, atinge 30% do orçamento da UFRN, atividades poderão ser suspensas, cerca de 1.500 funcionários terceirizados poderão ser demitidos, além de investimentos que ficarão comprometidos, como a construção do Hospital da Mulher, na zona Norte de Natal.

RECOMENDAMOS

CULTURA NORDESTINA

Alunos da rede estadual recebem oficinas de xilogravura

"PURO PALPITE"

Não creio que Bolsonaro termine mandato, diz Ciro

PROVAÇÃO

Irmão Gilmar, o sentinela de Cristo que morreu na ponte

"SÍMBOLO DE AMOR"

Daniela Mercury beija esposa na Câmara dos Deputados

POLÍCIA

Preso morre na Delegacia de Plantão da Zona Sul

APLICATIVO

Alunos buscam solução para problemas ambientais

PRESIDENTE DA CASA

Congresso tem votos para aprovar reforma da Previdência

EXAMES GRATUITOS

Mutirão de mamografias chega a Felipe Camarão

comentários