Geral

DELAÇÃO

Empresário afirma que pagou propina em obra no Aeroporto de Natal

Houve cobrança indevida na construção da área de tanques de combustível

Por Redação

11 de março de 2019 | 10:09

José Antunes Sobrinho (Foto: Agência Brasil)

Sócio da empreiteira Engevix, José Antunes Sobrinho disse, em delação premiada para a Polícia Federal, que pagou propina em obras superfaturadas nos aeroportos de Natal e de Brasília(DF).

De acordo com o delator, houve cobrança de propina na construção da área de tanques de combustível nos dois terminais. Ele afirmou que duas operadoras da BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras, teriam o procurado para avisar que as obras seriam superfaturadas para beneficiar agentes públicos.

“Disseram para o depoente que este deveria pagar um percentual, na forma de inclusão de sobrepreço no valor total do contrato a ser firmado com a Engevix nos dois aeroportos e, de imediato, uma vez aprovados os valores dos contratos, os adicionais de sobrepreço deveriam ser devolvidos pela Engevix para as empresas indicadas por tais pessoas”, afirmou Antunes no depoimento obtido pelo jornal O Globo.

Antunes disse que um dos beneficiários seria o ex-deputado petista Vicente Cândido (SP). A Engevix participou das obras de Brasília e de Natal, quando fez parte do consórcio Inframérica, até 2015.

 

 

RECOMENDAMOS

SEGURANÇA

Centro de Comando da Sesed vai monitorar manifestação

TÁ SUJA

Praias em Natal continuam impróprias para banho. Veja.

SEGUE

Veja como é a reforma administrativa aprovada na Câmara

CONGRESSO

Encontro elegerá direção do PSB/Natal visando eleições

AGENDA ECONÔMICA

Fecomércio mostra potencial econômico do RN na Alemanha

FLOPOU

Poucos comparecem e manifestação vira panfletagem

PRÊMIOS

Mega Sena pode pagar R$ 3 milhões neste sábado

IMPRUDÊNCIA

Bêbado foge de blitz e quase atropela pedestres

comentários