Gente no AR

"MEU CARRO-CHEFE FOI A FÉ"

‘Estou pronta para voar’, diz Heloísa Périssé após batalha contra o câncer

Atriz foi diagnosticada com tumor nas glândulas salivares e passou por mais de 30 sessões de radioterapia

Por Ludimila Honorato

11 de novembro de 2019 | 17:38

Foto: Reprodução/TV Globo

Após encerrar o tratamento de um câncer nas glândulas salivares, Heloísa Périssé afirma que está pronta para voltar aos trabalhos na televisão. Em entrevista ao Fantástico nesse domingo, 10, a atriz de 53 anos contou mais detalhes sobre o diagnóstico da doença.

“Agora minha vida está voltando, o trem está voltando para o trilho, já voltou para o trilho, agora o trem vai só ganhar velocidade. Meu sentimento é esse: ‘eu estou pronta pra voar'”, disse em conversa com o médico Drauzio Varella.

Heloísa contou quais foram os primeiros sinais da doença, de cujo diagnóstico ela falou no começo de agosto. “[Eu tinha] uma lesão interna [na boca] que quando eu mostrava para as pessoas, eu tinha uma bolinha, e as pessoas diziam que não era nada”, disse. A lesão, segundo ela, não doía nem sangrava.

Em consulta com dentista, a bolinha foi retirada e enviada, por padrão, para biópsia, mas a especialista a tranquilizou, dizendo que era “1% de chance de ser alguma coisa”. Após o resultado do exame, confirmando que era algo a mais, a atriz passou por uma raspagem na região afetada.

Depois do procedimento, Heloísa resolveu fazer um checkup. Conversando com a médica e apalpando a parte inferior da mandíbula, a artista sentiu outra bolinha. A especialista solicitou uma ressonância magnética e a punção do linfonodo para fazer nova biópsia.

Tendo passado por uma nova cirurgia para retirada desse nódulo, a atriz recebeu a notícias de que precisaria fazer quimioterapia e radioterapia ao mesmo tempo. “Aí começou a guerra nuclear”, afirmou.

O procedimento para retirada do nódulo durou sete horas e meia. Além disso, ela fez cinco sessões de quimioterapia e mais de 30 sessões de radioterapia. Heloísa contou que, na primeira semana de tratamento, o corpo dela reagiu muito bem porque ainda estava forte. Na segunda semana, foi mais difícil. “Fui no chão. Cansaço extremo, aquele desânimo”, disse.

Antes da terceira semana de tratamento, que estava sendo feito em São Paulo, a atriz foi passar o fim de semana em casa, no Rio de Janeiro, e disse que recobrou as energias. “Virei para o meu marido e disse assim: ‘a partir dessa terceira semana, coisas maravilhosas vão acontecer’ e passaram a acontecer”. Ela relembrou o apoio dos amigos, como de Ingrid Guimarães, os quais ela chamou de “anjos”.

“Não é o que te acontece, é o teu olhar em relação ao que está te acontecendo, é isso que muda. Quando você decide ver a beleza, decide ver…”, começa a atriz antes de se emocionar e parar de falar por um instante. “Eu não vou dizer que não tive altos e baixos, que é uma mentira. Eu tive um carrossel de emoções, mas o que era mesmo carro-chefe era a minha fé, era o crer que aquilo seria resolvido e eu optei pela vida. Eu sempre optei pela vida.”

Ao ser perguntada sobre o que mudou após todo esse processo, Heloísa falou sobre leveza. “Hoje em dia, eu tenho vontade de viver com muito mais delicadeza do que eu já vivi até então. Acho que quando a gente começa a ter mais delicadeza com a gente, começa a ter mais acolhimento, a nos acolhermos mais e, consequentemente, começa a fazer isso com os outros. Meu bordão desse momento – todo comediante tem um bordão – é ‘nada a pedir e muito a agradecer. Só agradecimento.”

RECOMENDAMOS

ALVO ENCONTRADO

Polícia prende acusado de matar amigo em festa

ESTUDO

Funcionalismo custa R$ 750 bi com 11,4 mi de servidores

AGENDA CULTURAL

Fim de semana tem espetáculo de Natal e muito samba

ALÉM DO LIMITE

Prefeitura toma material de quiosques de Ponta Negra

OPERAÇÃO HESPÉRIDES

Com ação no RN, PF investiga grupo por negociar ouro

ASSISTA!

Netflix divulga trailer da segunda temporada de You

BATEU A SAUDADE?

Thiaguinho chora ao cantar música que fez pra Fernanda

DIREITO GARANTIDO

Portadores de AIDS podem ter isenção de impostos

comentários