Gente no AR

DESRESPEITO

Evangélica, Márcia Fellipe critica canonização de Irmã Dulce e desperta ira dos irmãos católicos

Cantora usou trecho da bíblia para opinar sobre a freira baiana reconhecida pelo Vaticano como santa.

Por Raul Saraiva

17 de outubro de 2019 | 11:00

Foto: Reprodução/Instagram

A cantora Márcia Fellipe está sendo duramente crítica nas redes sociais. No último domingo (13), a forrozeira, usando um trecho da bíblia, opinou sobre canonização da Irmã Dulce, primeira brasileira reconhecida como santa pela Igreja Católica do Vaticano, e acabou gerando uma confusão com os fiéis na internet.

“Ajudar o próximo, sim! Mas não faz nenhum ser humano ser ‘santo’. Santo só o senhor Jesus Cristo. Não se deixem enganar (leiam a Bíblia). ‘E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará’. João 8:32”, escreveu Márcia, que se diz evangélica.

O comentário crítico de Márcia foi deixado em uma notícia sobre a freira baiana no perfil oficial do Instagram da Rede Globo. Muitos fãs da cantora, inclusive, ficaram decepcionados e se sentiram desrespeitados. Em meio a repercussão negativa, Márcia fez uma live no Instagram para se retratar com o público e pedir desculpas aos católicos.

Veja:

“Não falei sobre religião. Falei sobre o que a palavra nos diz. Muita coisa que a gente vê acontecendo no meio do mundo, ela é feita pelo homem. Assim, tem gente distorcendo que eu tenho intolerância a religião, em nenhum momento (…) A Irmã Dulce é um ser humano exemplo a ser seguido, ela se anulou, ela fez a caridade, ela foi um ser humano bondoso e Deus respondeu a oração da Irmã Dulce. Mas crer e adorar eu só adoro a Deus”, explicou ela, ressaltando que as pessoas não souberam interpretar seu comentário.

A forrozeira confessou ainda disse que estava se sentindo a pior pessoa de todo o mundo. “Se botar o mundo todo, eu sou o pior ser humano. Sou a mais pecadora de todas, mas eu tenho buscado e espero que eu possa nascer de novo em Cristo. Que isso fiquei claro pra todo mundo. Não tenho intenção de ofender ninguém. Aqui no nosso País tem disso. Eu, que não sou nem subcelebridade, trabalho para sustentar meus filhos. Canto para sustentar minha casa. Eu não almejo ser renomada, ser isso ou aquilo. Quem trabalha comigo me conhece. Não tenho essa vaidade. Sou grata Deus por ele abrir as portas. Grato aos que vão aos meus shows”, finalizou.

Embora Márcia Fellipe tenha pedido desculpas, o público não perdoou e está exigindo que ela cancele um show em um evento religioso marcado para o final de janeiro de 2020, na cidade de Guarabira, na Paraíba. A festa é uma celebração à padroeira da Diocese de Guarabira, Nossa Senhora da Luz.

“Recomendo que a organização reveja a contratação da Márcia Fellipe. Festa de uma padroeira onde ela critica a religião, mas quer ganhar cachê das festas. Uma extrema hipocrisia”; “Contradição chamar uma mulher que não acredita nos santos para cantar em um evento dos padroeiros. Ainda dá tempo de tirar ela”; “#ElaNão”; “Fora Márcia”, são alguns dos recados deixados na página oficial da festa.

RECOMENDAMOS

TRÂNSITO TRÁGICO

Duas pessoas morreram em estradas do RN no feriadão

MERCADO DE TRABALHO

Fecomércio promove formatura de profissionais

MEDIDA ANTIFRAUDE

Celulares pré-pagos desatualizados estão bloqueados

TRABALHO

SINE oferece 23 oportunidades de emprego no RN

ENTRADA GRATUITA

CEI Romualdo recebe exposição da National Geographic

RECONHECIMENTO

PM que tentou evitar morte na ponte é homenageado

EXAME NACIONAL

Candidato do Enem têm até hoje para pedir reaplicação

TEATRO RIACHUELO

Balé do Sesc RN encerra temporada de 2019

comentários